Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

secretários de estado do governo que entrou em funções.

28.10.09

 

 

Equipa de secretários de Estado com 17 caras novas

 

"A equipa de secretários de Estado do XVIII Governo Constitucional, hoje proposta pelo primeiro-ministro ao Presidente da República, apresenta 17 novos elementos em relação ao anterior Executivo.(...)"

 

- Secretário de Estado Adjunto e da Educação: Alexandre Ventura 
- Secretário de Estado da Educação: João Mata 

 

da blogosfera (006)

28.10.09

 

 

Foi daqui.

 

 

 

Isabel não calçada nem calcada, a nova ministra da educação…, aqui.

 

"Se a Isabel, ministra, a tal que é Alçada e não calcada (não Calçada e também não Teresa), naturalmente se assumir a ela própria tal como foi e é, sem outros desnecessários -vãos e inglórios- heterónimos e pseudónimos (literários ou não), garanto-vos: a Isabel, a tal que agora não é calcada nem cilindrada,  será uma óptima(?) Ministra da Educação!

Porém (não há bela sem pelo menos um senão), só o será se se assumir, perante Sócrates e seus súbditos politiqueiros anões intelectuais, tal como a conheci antes e muitos de nós a conhecemos ainda hoje: honesta, geradora de consensos, apaziguadora, aberta à inovação e, mais do que boa ouvinte -que o é de facto, in juris-, conseguir ser menos ‘replicante’ do discurso oficial e ser mais falante do controverso e confuso estado de alma da educação em Portugal e no mundo ocidental.

Sei(!) que ela é, de entre todo o elenco ministerial que agora tomou posse, a que, se quiser, mais se aproxima do novo paradigma político transnacionalproactivo: a de pertencer e a de contribuir activamente para a renovadora universalização  da  ‘Geração Obama’(!)

Conseguirá a Isabel (a tal que é Alçada e não calcada), ser ela própria sem outra desnecessária ficção que não seja a de que ‘ela somos nós’?… (OBs. Em futuro post explicarei este meu conceito).

Sou franco: virtualmente a Isabel, não calcada, é a melhor ministra da educação do pós 25 de Abril. A minha verdade (in)confessa é a de que ela nunca terminará o que a partidocracia (particularmente a socrática) não lhe permitirá começar.

E a Isabel, já pensou nisto? Quer, ou não, fazer parte da geração Obama? Respondo: por ela sei que sim; pelo seu novo pseudónimo político, talvez(?) não.

 

Beijos à Isabel! Até já."

 

 

aberturas

28.10.09

 

 

Foi daqui.

 

 

 

CDS abre caminho para entendimento na Educação

 

"É o primeiro sinal de que o CDS-PP está disponível para chegar a um entendimento sobre a avaliação dos professores: os centristas vão começar por conversar com os sindicatos representativos dos professores e com os restantes partidos na Assembleia da República para se "chegar a soluções de consenso". O resultado desse entendimento parlamentar - que passará pela aprovação da suspensão do modelo de avaliação e de construção de um sistema alternativo - pretende balizar as negociações entre Governo e sindicatos. E servirá para condicionar o Executivo.(...)"

 

autonomia como matéria de troca? é de bradar aos céus, realmente. que coisa mais híbrida

28.10.09

 

 

Conselho de Escolas defende mais autonomia em troca de melhores resultados

 

"O aprofundamento da autonomia dos estabelecimentos de ensino nas áreas da gestão pedagógica e administrativa, com contrapartidas ao nível dos resultados escolares, é uma das matérias que o Conselho das Escolas quer discutir com a nova ministra da Educação.(...)"