Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

pela minha parte, nada há a fazer

01.09.09

 

 

Foi daqui.

 

 

Sócrates diz que fará tudo para melhorar relação com professores se voltar a ser eleito

 

 

"O secretário-geral do PS afirmou hoje que, se voltar a formar Governo, tudo fará para restaurar uma relação "delicada" e "atenta" com os professores, reconhecendo falhas na forma como lidou com este sector. José Sócrates falava em entrevista à RTP, após ter sido confrontado com as medidas tomadas pelo seu executivo em relação a magistrados e professores.

"Farei o meu melhor", disse o primeiro-ministro depois de interrogado sobre o que fará para reconquistar a confiança destes sectores profissionais caso vença as próximas eleições legislativas. "Acredito que exista crispação" e "um sentimento especial em relação às medidas que o Governo tomou", mas "farei tudo o que puder e o que estiver ao meu alcance para que esse ambiente não subsista".(...)"

 

Votei muitas vezes no partido socialista e nas últimas eleições legislativas foi aí que situei a minha opção. Estava, todavia, longe de imaginar que as políticas Educativas seriam deste calibre: não têm perdão e nada há a fazer. Sou professor, tenho memória e estou convicto que os docentes que estiveram de modo autêntico na defesa da escola pública saberão dar uma resposta nesse sentido nas eleições que se aproximam.

mimetismo

01.09.09

 

Foi daqui.

 

JS: Ferreira Leite lembra “professora primária conservadora do antigamente”

 

"O secretário-geral da Juventude Socialista (JS), Duarte Cordeiro, afirmou hoje que a presidente do PSD, Manuela Ferreira Leite, lhe faz lembrar uma "professora primária do antigamente" a passar "raspanetes" aos jovens que dela discordam.

Duarte Cordeiro reagiu a declarações feitas ontem pela líder do PSD, que subscreveu a ideia do presidente da Juventude Social Democrata (JSD), Pedro Rodrigues, de que a JS actua segundo as ordens do secretário-geral do PS, José Sócrates. Dirigindo-se ao líder da JSD, Manuela Ferreira Leite disse: "por vontade do engenheiro Sócrates, Pedro, o país era uma enorme caixa de ressonância - não era só a JS".(...)"

 

Este mimetismo foi escolhido no sentido figurado e tem o seguinte significado: "imitação inconsciente pela qual alguém adopta o comportamento, a linguagem, as ideias daqueles entre os quais vive (...)". E por que é que me lembrei deste substantivo? Porque fiquei com a ideia que estes jovens tiveram um acto falhado que me deu muita vontade de sorrir: o perfil que escolheram para a líder do PSD encaixa na perfeição na ainda ministra da Educação, embora Ferreira Leite me recorde as representantes do movimento nacional feminino no período da guerra colonial. 

desejos

01.09.09

 

Foi daqui.

Fenprof quer evitar que próximo Governo tenha maioria absoluta 

 

"A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) considera importante evitar que o próximo Governo seja maioritário e, para ajudar os docentes a decidir o sentido de voto, apresentou hoje um documento com respostas dos partidos a problemas concretos na Educação.

"Para nós, o mais importante nas próximas eleições não é se ganha o partido A ou o partido B: é de facto que não haja maioria absoluta", disse hoje Mário Nogueira, numa conferência de imprensa para apresentar as propostas dos partidos políticos para a Educação, caso sejam governo.(...)"

 

arre...

01.09.09

 

 

Foi daqui.

 

Governo ultima regulamentação e formação de professores de educação sexual 

 

"O Governo está a preparar a regulamentação da nova lei da educação sexual e um programa de formação para professores, disse o secretário de Estado Valter Lemos, garantindo que grande parte da estrutura necessária para aplicar o diploma já existe.

"Está a ser preparada a legislação", afirmou Valter Lemos, acrescentando que grande parte da estrutura necessária para pôr em prática no próximo ano lectivo a nova lei da educação sexual, aprovada este ano, já estava a funcionar. "Todas as escolas já têm um coordenador de educação para a Saúde, a educação sexual já está em todas as escolas, obrigatória", nesse âmbito, referiu.(...)"

 

A equipa que ainda governa na Educação não tem remédio; cansa continuar a desconstruir as coisas alarves que persistem em inundar de má burocracia o sistema escolar; mas a justeza da causa exige que se tecle mesmo que os dedos doam ou que o enjoo se apodere das nossas capacidades volitivas.

Desta vez vou recorrer a outra entrada sobre o mesmo assunto, aqui, e citar-me num texto que intitulei de "proibido legislar".

 

 

"(...)Então no Ministério da Educação é mesmo uma coisa com décadas. Mas o mais grave neste Ministério, é que as pessoas que o fazem não tem o menor respeito pelo metabolismo das escolas.

 

Senão vejamos: se a legislação obriga a alterações significativas na organização escolar, o natural seria que fosse publicada no primeiro período lectivo, de modo a permitir que as escolas preparassem com tempo a sua aplicação. Mas não. Todos anos é a mesma coisa. Escolhe-se os meses de Julho, Agosto e muitas vezes Setembro, para divulgar novas ideias que obrigam as escolas a refazer, vezes sem conta, o seu trabalho de planeamento. É como já escrevi: ou os governantes nunca dirigiram uma escola, ou são incompetentes, ou não respeitam quem as dirige.

 

Nem era preciso parar durante um ano: bastava dizer-se: aos governantes da Educação está reservado o período de Outubro a Dezembro para produzir nova legislação.(...)"