Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

vírus armazenado

03.05.09


 

 

 

 

 

(encontrei esta imagem aqui,

armazém de Tamiflu no Reino Unido,

antes do desencadear da gripe)

 

 

Leio a seguinte notícia na revista Pública de hoje:


"Identificaram: Criança de cinco anos é o provável "doente zero" da gripe mexicana.


Ainda não é uma certeza, mas os investigadores acreditam que o "doente zero" (o mais antigo caso confirmado no México) da gripe mexicana possa ser Edgar Enrique Hernandez, uma criança de cinco anos de La Gloria, uma aldeia do estado oriental de Veracruz. O pequeno Edgar tem recebido visitas de jornalistas de todo o mundo é já quase não apresenta sintomas da doença."

 

Já ouvi as opiniões mais diversas sobre as verdadeiras causas que levaram ao pânico generalizado sobre os efeitos provavelmente devastadores da gripe mexicana. Como este tipo de coisas já vai sendo recorrente nas sociedades muito mediatizadas, ficamos sempre algo descrentes com o circo informativo que se monta à volta do acontecimento e da sua narrativa. Mas há sempre aquele efeito "slumdog millionaire", mais conhecido ultimamente por "senhora Boyle" (foi, se não estou em erro, um fenómeno espantosamente mediatizado de acordo com um dos telejornais da RTP1 dos últimos dias), a que nem as crianças de tenra idade escapam.

inquietações

03.05.09

 

 

(encontrei esta imagem aqui)

 

 

 

Liberdade de imprensa desce pelo sétimo ano consecutivo e é ameaçada pela crise global

 

"A liberdade de imprensa no mundo diminuiu pelo sétimo ano consecutivo e é ameaçada pela crise económica global, diz o relatório anual da Freedom House, divulgado em vésperas do Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, que é assinalado hoje.
O relatório nota que a Itália e Israel desceram da categoria de "países livres" para a de "países parcialmente livres", no que é entendido pelos autores do documento como um exemplo do declínio da liberdade de imprensa em regimes democráticos.(...)"

 

No momento em que estas importantes questões vão sendo notícia, não paro de receber emails que me dizem que no dia 5 de Maio de 2009 será votada no parlamento europeu uma grave e perigosa restrição à utilização da internet pelos cidadãos da novel e frágil união. Francamente, ainda nem fui verificar os contornos da notícia que refere as limitações na utilização da rede; mas esta minha associação não pode deixar de nos preocupar, mais ainda se considerarmos aquilo de que já suspeitávamos: a Itália passou a ser um país "parcialmente livre" no domínio da liberdade de imprensa.