Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

rss da educação (13)

18.03.09

 

(encontrei esta imagem aqui)

 

Audiência Com O Grupo Parlamentar Do PCP

 

A ler com toda a atenção. Sabemos que as lutas começam sempre alegres e esfusiantes. Com o passar do tempo, e quando as lutas são difíceis e longas e as coisas começam a doer, os ânimos esmorecem um pouco e os menos convictos desistem. Mas sobram os resistentes; aqueles que são movidos pela razão, pela lucidez e pelos justos argumentos. A luta dos professores, tal como se previa, volta a ganhar um ânimo contagiante. 

 

 

FNE entrega providência cautelar contra avaliação dos professores

 

Estava difícil avançar com a luta jurídica. Mas como os professores não desistiram, a exemplo da luta técnica e política, a razão e a lucidez vai fazendo o seu longuíssimo caminho.

 

PSD exige presença da ministra no Parlamento para explicar legislação

 

Ainda a inenarrável saga dos objectivos individuais.

 

Professores: PCP disponível para pedir ao TC que fiscalize a constitucionalidade do modelo de avaliação

 

Como são necessários deputados de outros partidos, era bom que se pusessem de lado outras coisas menores.

 

Tribunal diz que docentes não podem ser prejudicados

 

Sindicatos vencem em tribunal a primeira batalha contra a obrigatoriedade na entrega dos tais objectivos individuais. Querem ver que os juízes destes tribunais também são professores? Afinal a luta jurídica não era assim tão falha de sentido e de oportunidade. Apesar de na minha escola nada disto ser um problema, manifesto a minha mais profunda solidariedade aos corajosos professores que vêem esta notícia com a lágrima no canto do olho.

 

Homens e mulheres armados com paus entram em escola à procura de aluno

 

Que vergonha. O que é isto? Vamos por um lindo caminho.

 

Ministério da Educação decidiu sobre "problemas especiais" após notícias

 

A sério? Já parece a situação inenarrável dos alunos metidos num contentor. Passou de uma discriminação positiva a uma escola TEIP em menos de nada. Deve ser uma nova fórmula de rigor: o dito na hora (bem, e muito a sério, isto não deve ser lido como uma qualquer espécie de crítica aos louváveis esforços de excelente programa simplex que inclui o procedimento das empresas na hora; o que é pena é que o ministério da Educação viva, e em termos de gestão da informação, completamente à margem dos pressupostos de quem dirige o programa simplex; e outra coisa importante: é, no mínimo, descuidado considerar alguma analogia entre os chamados simplexs da avaliação do desempenho dos professores e o programa referido; isso foram reduções inaplicáveis e apressadas; a simplificação é mais outra coisa: dá muito trabalho e leva muito tempo).

a luta segue dentro de momentos (17)

18.03.09

 

 

 

(encontrei esta imagem aqui)

 

 

 

Recebi um texto que indica um prometedor conjunto de iniciativas. Vamos aguardar pelos desenvolvimentos.

 

Ora leia.

 

 

Caros Colegas, Presidentes do Conselho Executivo,

É tempo de vos convidar a participar no nosso próximo encontro, a realizar em Lisboa, no sábado 21 de Março.

Gostaríamos de estender este convite, naturalmente, a todos aqueles colegas que, por razões várias, não estiveram presentes nos anteriores encontros de Santarém, 10 de Janeiro, e Coimbra, 7 de Fevereiro. É com a convicção de que é muito mais o que nos une do que o que nos separa, que lhes pedimos que considerem juntar-se a nós..

O que nos une? À partida, a responsabilidade e lealdade com que desempenhamos o cargo que nos foi confiado; o gosto que temos pelas questões do ensino e da educação; o empenho com que defendemos as nossas escolas; a preocupação com que assistimos à aposentação precoce e em massa de professores que fazem tanta falta aos nossos alunos; une-nos, ainda, a convicção de que a avaliação do desempenho docente  é um instrumento de gestão importante e necessário; une-nos, por fim, a certeza - mais ou menos calada, mais ou menos admitida - de que da aplicação do Dec. Reg nº1-A/2009, como do nº11 /2008, não resultará uma avaliação justa, séria nem credível. Em vez da melhoria desejada, estamos a perder tempo e a comprometer o futuro, e foi nesse espírito que sentimos ser nosso dever alertar o ME para tais efeitos que, embora não desejados, não deixarão de ser perversos.

O que nos separa? Não o saberemos, se pela ausência nos privarem de um saudável debate de ideias… Como poderão constatar através da leitura da nossa ordem de trabalhos, procuramos recolher ideias consensualmente aceites que se assumam como contributos a ter em conta no futuro próximo. É este o desafio que vos lançamos e ao qual, estamos certos, não deixarão de ser sensíveis.

O local do encontro é o Teatro Aberto, e a reunião decorrerá na Sala Azul, a partir das 14 horas. Antes, porém, contamos com a vossa companhia ao almoço, que será servido pelas 12 horas no restaurante Pano de Boca, nas próprias instalações do Teatro Aberto.

A localização, perto da Praça de Espanha, tornará o acesso fácil, mesmo para quem vem de longe. São pontos de referência a Gulbenkian, a Mesquita, a Embaixada de Espanha e , ligeiramente mais afastado, o espaço comercial El Corte Inglês. De qualquer forma, se através do Google abrirem a página do Teatro Aberto, e seleccionarem “contactos - acesso”, encontrarão informação detalhada.

O custo - tendo por base uma estimativa de 250 presenças - será de 14€. O pagamento deverá ser feito no prazo máximo de duas semanas, ou seja, até ao dia 13 de Março, através de transferência bancária para o NIB 003500820000255390002. É fundamental que, aquando da transferência, façam a identificação clara do depositante, por forma a tornar possível o controlo das inscrições. Aliás, por via das dúvidas, seria bom que paralelamente enviassem informação do vosso depósito (data, refª, nome da escola e do PCE e / ou do seu VP) para o nosso correio presidentes.cexecutivo@gmail.com. Esta informação é fundamental, quer para fixar o número de refeições, quer para se proceder a um eventual acerto de contas, caso compareçam mais colegas, uma vez que a sala tem uma lotação de 350 lugares.

A agenda que vos propomos é a seguinte:

  1. Informações / ponto da situação;
  2. Criação de uma Associação Nacional de PCE / Directores de Escola (síntese a apresentar mediante análise das vossas propostas a enviar até 13 de Março para presidentes.ande@gmail.com);
  3. Avaliação de Desempenho Docente: que futuro? (síntese a apresentar mediante análise das vossas propostas a enviar até 13 de Março para presidentes.add@gmail.com).

Contamos com a vossa presença,  que nos animará a prosseguir neste caminho que traçámos e que, afinal, é o de todos os que não aceitam ver desvalorizada a Escola Pública.

Pela Mesa de Coimbra

Isabel Le Gué

PCE da Escola Sec. Rainha Dona Amélia, Lisboa