Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

rss da educação (6)

11.03.09

 

 

(encontrei esta imagem aqui)

 

 

 

Fenprof: próximo concurso de professores será “o maior despedimento de sempre” 

  

Uma notícia que deve ser lida com toda a atenção.

 

 

 

Em causa está a passagem dos professores dos quadros das escolas para os quadros dos agrupamentos. E é como se sabia: os agrupamentos apareceram para se efectivar a redução de professores - e só para isso e no atropelo pela história de cada uma das escolas - e não abrangem as escolas particulares e cooperativas. Estas escolas contratam os seus professores sem qualquer concurso e fazem-no com financiamento exclusivo do orçamento de estado. Um escândalo.

 

 

Polícia tenta perceber se videojogos violentos influenciaram massacre em escola da Alemanha

 

Dramático. Há uma frase muito sabida, muito repetida, mas que não consegue exigir os necessários cuidados: "violência gera violência"

a autoridade como um direito do aluno

11.03.09

 

 

 

 

(encontrei esta imagem aqui)

 

 

O Calvin é um verdadeiro clássico. Vem isto a propósito de outro clássico da vida das sociedades: a recuperação da autoridade (por parte dos adultos em relação às crianças e aos jovens) na vida das escolas e não só, claro.

 

E no que se refere ao quotidiano das nossas escolas, pode dizer-se assim: a autoridade é também um direito do aluno; de todos os alunos, salientando-se que nesse grupo estão incluídos os que têm mais vontade em aprender.

 

E isso, o exercício da autoridade, deve acontecer com os professores mais capazes de liderar e com os professores menos capazes de liderar. E por mais voltas que dermos, tudo começa na casa de cada um. Quando não começa, a escola tem de o impor: com regras simples e claras e sem tibiezas. Mas, para isso, a escola não pode estar só nem a tempo inteiro: é isso que as crianças e os jovens esperam e desejam.

rss da educação (5)

11.03.09

 

(encontrei esta imagem aqui)

 

Feytor Pinto: pais portugueses precisam urgentemente de educação sexual

 

E quem é que os vai educar?

 

ME põe 20 mil vagas a concurso para professores

 

E quem vier a seguir que resolva o problema. Durante 4 anos a confusão fica amansada, pensa-se.

 

Escola deve estimular pensamento crítico dos alunos, diz ex-ministro da Justiça

 

Sim, claro. Há 10 ou 20 anos era uma boa questão. Hoje é quase falar por falar, se tivermos em consideração a hierarquia dos problemas e das soluções. A escola deve estimular o pensamento crítico não só dos alunos, mas também dos encarregados de educação, dos professores, dos políticos, dos jornalistas, enfim... da sociedade ausente que quer incluir tudo na escola, dê lá por onde der.

 

PSD vai obrigar ministra a explicar consequências para professores que não entregaram objectivos

 

Esta é boa. E aparece alguém? Ou sequer responde por escrito? Ou responde o chefe de gabinete da senhora ministra da Educação?

 

 

É grave, realmente; e também se demitem de muitas outras coisas; com honrosas excepções, claro.