Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

uma analítica do momento

07.02.09

 

 

(não é a primeira vez que utilizo esta bela

e elucidativa imagem, mas não

encontro a sua referência)

 

 

 

 

Tentando perceber através dos elementos um todo real ou fictício, sublinho duas partes que me parecem fundamentais:

 

o importante contributo financeiro que permitiu solicitar um parecer jurídico ao advogado Garcia Pereira deve continuar a sua marcha: é real e nada fictício, digamos assim; dá ideia que o conhecido advogado não vai ter de processar o Paulo Guinote por incumprimento financeiro mas ainda não se sabe os custos em euros que se exigirão para o desenvolvimento do processo (sim, porque podemos estar seguros que a intenção não foi pedir mais um parecer para assustar quem quer que seja mas para o levar até às últimas consequências);

 

 

os interessados em colaborar no pagamento do referido parecer e dos naturais e possíveis desenvolvimentos, eu já o fiz, podem fazer uma transferência bancária de 10 euros através das referências que encontra aqui.

 

Ou aqui:

 

NIB:0018.0003.20167359020.29


IBAN: PT50.0018.0003.20167359020.29

 

a segunda parte desta minha analítica do momento (ainda real mas quiçá já um pouco fictícia) prende-se com a plataforma sindical e pode relacionar-se com a continuidade do contributo financeiro; percebemos nos últimos dias que alguns órgãos de comunicação social baralharam-se um bocadito e atribuíram à Fenporf a iniciativa do pedido de parecer ao advogado Garcia Pereira (já se sabe, estes órgãos de comunicação social baralham-se muito, coitados); mas também sabemos que a pequena confusão ainda não foi desmentida pela Fenprof: e está bem assim, parece-me; como a Fenprof nem sempre pugna pelo lema "agarrem-me senão eu mato-os, mas agarrem-me mesmo, por favor", espera-se que peça para usar o famigerado parecer e assim preste um serviço aos professores e os liberte de mais e mais financiamentos; claro que, e se tal não acontecer, o parecer chegará a bom porto, mas depois não se queixem que a democracia está a ficar muito "descontrolada".

 

 

 

o antero e os prémios

07.02.09

 

 

Ficámos a conhecer o modo como o genial Antero olha para os prémios da blogosfera. Devo confessar que partilho o seu ponto de vista mas que também respeito (e mesmo que não respeitasse, claro), e muito, quem opta por outras formas de olhar para o assunto.