Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

27 de novembro nas caldas da rainha

28.11.08

 

 

 

 

 

Estava um noite muito fria. A Praça da República (Praça da Fruta), nas Caldas da Rainha, já apresentava as iluminações de natal.

 

Pelas 21h00 começou a manifestação de professores organizada pela plataforma sindical. Encontrámos pessoas que não víamos há tempo. Foi agradável, apesar do ruído provocado pelo volume elevado da instalação sonora. As conversas dirigiam-se sempre para o tema do momento: a luta dos professores portugueses em defesa da escola pública de qualidade para todos.

 

Viemos com uma certeza: a luta é longa, como se sabia, os professores estão cansados com a teimosia descomunal do governo do país mas não desistem: é, como sempre se soube, a força da razão.

infantilização sem fronteiras

28.11.08

 

 

A infantilização da profissão docente não tem fronteiras, como já se suspeitava.

 

Há tempos exasperei-me com uma proposta do grupo de trabalho do SPGL que propunha uma espécie de guião para um "porta-folhas".

 

Intitulei o post de "eduquês é a letra dos entendimentos". Nem queria acreditar numa coisa daquelas. Entendi, e entendo, que uma proposta do género explica muitas coisas.

 

Considero esta ideia de normalizar os "porta-folhas", e afins, claro, a mais completa desautorização dos professores e a inacreditável infantilização da sua actividade.

 

Recebi um pequeno vídeo que tem cerca de 3 minutos. Veja com atenção. Repare nos detalhes. 

 

 

Ora clique.