Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

momento

25.02.08

 

Vivemos um período de acentuada contestação na área da educação. Tenho escrito muito sobre isso e poderia redigir muito mais. Estou, ainda, convencido da situação de crise social que se vive no país. A irritação com as políticas em curso sobe de tom. E argumentar com o imperativo das reformas parece-me pouco conhecedor. No caso da educação, esse estafado raciocínio revela um profundo desconhecimento do que se passa. Quem contesta, e na maioria dos casos, fá-lo porque desespera por verdadeiras mudanças no caminho da simplicidade e da modernidade.

Se o meu caro leitor estiver para isso, clique aqui e encontrará um resumo de tudo o que, sobre o assunto, tenho publicado no meu blogue.

 

Nem quero advogar um estatuto de adivinho: o que me move, é a confiança, para alguns demasiado temerária, em considerar-me uma pessoa dedicada aos assuntos da educação.

amnistia internacional

25.02.08

 

Tenho muito respeito pelas actividades da Amnistia Internacional que se destinam ao nobre princípio de pugnar por "um mundo em que cada pessoa desfrute de todos os Direitos consagrados na Declaração Universal dos Direitos Humanos". Sei que este tipo de organizações são, por vezes, olhadas com alguma desconfiança pelos cidadãos das mais variadas partes do mundo.

Conhecemos histórias de abusos, principalmente na apropriação indevida de fundos por parte de alguns dos membros das chamadas ONG´s e da ONU. Também sabemos do desvio que alguns dirigentes, quer os dos povos doadores quer, ainda, os das populações em situação de absoluta indigência, fazem dos bens materiais que se destinam a minorar sofrimentos sem fim.

A Amnistia Internacional mantém uma aura que, parece-me, pode considerar-se imaculada. Produziu um pequeno vídeo muito belo. Ora clique.