Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

peões em jogo

20.01.08





Alguns anos depois, cerca de cinco, de umas escassas pessoas perderem a guerra e de milhões de outras (somadas os dum lado e os do outro) terem sofrido com as consequências do seu início, como sempre, aliás - neste caso, refiro-me à derrota de Portugal na guerra colonial -, dei-me com um dos primeiros dilemas do meu estado de adulto - é sempre assim, o estado de adulto começa sem aviso prévio e só anos depois é que damos conta que já lá estamos -: fazer o serviço militar com um recrutamento obrigatório no curso de oficiais dos "comandos" ou ser um dos primeiros objectores de consciência - na altura, ainda com estatuto muito precário -: depois de alguma reflexão e de muitas e interessantes discussões com o líder do movimento pela objecção de consciência - não me recordo do nome, mas lembro-me que era um docente, não padre, da disciplina de moral católica numa escola secundária da cidade do Porto - decide-me pelo engajamento na ideia de defesa da pátria.

Vem isto a propósito do filme que acabei de ver: "peões em jogo". As guerras do Afeganistão e do Iraque chegaram a Hollywood. Robert Redford pega num bom argumento e constrói um filme que se vê: não retirei nada de novo nem a fita acrescenta algo de importante ao que já se sabe: mas reforça a ideia de que, seis anos após o início deste trágico acontecimento histórico, o efeito Vietnam não serviu de lição: a obstinação pela guerra de alguns homens e o eterno sacrifício de jovens adultos, convencidos, em muitos dos casos, dos méritos dos seus propósitos, são os ingredientes que mais chocam. Até ao dia em que...

"O papel dos media, da política e da educação na América de hoje em análise num filme cujos protagonistas estão envolvidos de alguma forma no combate contra o terrorismo. Um senador (Tom Cruise) está prestes a dar a uma jornalista (Meryl Streep) uma notícia explosiva sobre estratégias de guerra. Porém, ela terá de decidir se segue a história ou se cede a tornar-se num instrumento de propaganda política. Numa universidade, um professor de Ciência Política, Stephen Malley (Robert Redford), confronta um estudante, que dado o seu desinteresse pode nunca atingir o seu potencial.
Do outro lado do planeta, nas montanhas do Afeganistão, dois antigos alunos do professor Malley, longe dos debates políticos e dos discursos dos seus mentores, lutam pela sobrevivência.". Pode ler-se no site do jornal público.