Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

paranoid park

27.12.07


É um filme sobre a adolescência, essa inesquecível passagem para a responsabilidade individual. Gus Van Sant, realizador americano que assina o fantástico Psycho (1998), pega num argumento difícil e constrói uma narrativa de eleição. Os críticos especializados são unânimes: quatro estrelas num máximo de cinco.

Vimos "Paranoid Park" numa das salas do King: numa sessão de sábado à noite e com poucas pessoas.
O argumento gera, desde logo, uma atmosfera de risco: jovens da escola secundária, do tipo mimado e egoísta, mas conscientes disso mesmo, agrupados por critérios modistas e frequentando ambientes limite - desde logo o Paranoid Park, um lugar onde skaters genuínos se misturam com adolescentes retardados, tanto de dia como de noite -.

Gus Van Sant consegue um efeito espantoso: apesar da história meter um homicídio, voluntário ou não, para o caso pouco interessa, o realizador centra-nos nos problemas dos adolescentes e nas suas expectativas. Li um registo de certo modo optimista e que alerta-nos para vocábulos que nunca devem ser desprezados: acaso, absurdo, sorte e azar. Aconselho vivamente.

Ora clique no trailer, meu caro leitor, são só 1.32 minutos.