Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

rss

16.08.06




O que é o RSS?
RSS é o acrónimo (do Gr. ákron, extremidade + ónyma, nome, substantivo masculino, conjunto de letras, pronunciado como uma palavra normal, formado a partir das letras iniciais (ou de sílabas) de palavras sucessivas que constituem uma denominação) para Really Simple Syndication.
Com tanta informação disponível na Internet, é difícil encontrar o que realmente nos interessa.
Não seria melhor termos a informação que precisamos e consultamos, entregue directamente, sem que fôssemos obrigados a procurar manualmente?
É isso que faz o RSS.
Está na moda e pode ser extremamente útil.

Ando a seguir o processo político no eixo constituído por Cuba, pela Venezuela e pela Bolívia. O presidente da Bolívia foi eleito em Dezembro de 2005. Evo Morales, um índio aymara que cresceu na pobreza, argumenta que está a realizar avanços no processo de desmantelamento do modelo económico do mercado livre. Associou-se, na guerra do petróleo e do gás natural, a Fidel Castro e a Hugo Chávez. A confusão está instalada. Até o presidente do Brasil, Lula da Silva, aparece do outro lado da barricada.

Agarrei na edição de hoje do jornal público, e fiz um RSS de títulos de notícias, onde incluí também outros assuntos que, em alguns casos, comento em itálico - uma nova valência do meu blog -.

Assim vai o mundo.

Refinaria de Sines renegociada cinco meses após apresentação do governo - pressa em apresentar trabalho? -.
Nacionalizações na Bolívia sem impacte imediato nos preços - pudera -.
Andaluzia “realidade nacional” aprovada com votos socialistas e comunistas - pudera -.
Apple ganha batalha e mantém preço das músicas no itunes.
Há mais de 16 mil espécies ameaçadas de extinção.
Seiscentos polícias à procura de armas no Bairro da Torre.
Tribunal aprecia pedido de retirada da pílula do dia seguinte.
Mercados com reacção mínima às nacionalizações de Morales - outra vez? -.
Espanha - advertência ao encarregado de negócios boliviano.
Governo Lula estuda resposta.
A promessa cumprida do presidente indígena.
Pobreza ideológica e exclusão política.
Tanto Freud - texto de Eduardo Prado Coelho -.
O programa suicida de Evo Morales.
A rebelião de um sacerdote - texto de Carlos Pacheco -.
Deputados vão ter de dizer onde estavam quando faltarem por trabalho político.
Entidades nacionais querem aprofundamento político da UE.
Bancada do PCP desce ao terreno dos problemas reais de Coimbra.
Marques Mendes contra “confrontações inúteis”.
Bolívia segue o caminho do “petropopulismo” de Hugo Chávez.
Candidato Garotinho em greve de fome no Brasil.
Rússia e China juntam-se aos críticos do programa nuclear do Irão.
Quarteto poderá deixar mediação no Médio Oriente - pela enésima vez? -.
Sívio Berlusconi já apresentou a sua demissão.
Vilepin recusa sair do Governo após Watergate francês.
Blair tenta limitar danos nas eleições de amanhã.
A Europa foi feita, precisamos agora de europeus.
Portugal é “alvo de oportunidade” do terrorismo global.
América latina apela a reforma da lei da imigração.
Baptismos aumentam mas influência da igreja no mundo diminui.
Polícias “partiram tudo” e não encontraram nada no Bairro da Torre.
No Bairro da Torre “os tiros são uma espécie de música cá do sítio”.
Uma em cada quatro crianças no mundo tem peso a menos - em Portugal, duas crianças em cada três têm peso a mais -.

Paulo Guilherme Trilho Prudêncio.