Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

mais um dia triste para a história da Educação em Portugal

18.12.13

 

 

 

A profissão de professor em Portugal é a mais devassada do mundo conhecido. Há anos a fio que é assim. Invariavelmente, os média abrem os serviços noticiosos com ignomínias à volta da profissionalidade dos professores. Há mesmo quem se interrogue se este "ódio" à escola pública não representa um qualquer medo com a democracia.

 

Hoje volta a ser assim com a prova de ingresso para os professores contratados. Tenho estado fora da rede e este regresso deixa-me profundamente triste com tudo o que leio. O Governo, pela mão do ministro da Educação, inventou uma solução injusta que teve um desfecho previsível. Esta carta de um professor contratado publicada pelo Paulo Guinote é arrepiante.

 

Já não resta qualquer dúvida: a incompetência técnica e política de quem dirige o MEC é comprovada. Escrevi-o desde o início. Muita da delapidação vigente da escola pública foi para além da troika e suportou-se num fanatismo ideológico que endeusou resultados com os do PISA 2012 que acabaram por ter um efeito boomerang.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.