Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

desconstruir diariamente?

28.11.13

 

 

 

 

Muito francamente: isto já não vai lá com o esforço de alguns em desmontar diariamente as constantes epifanias do MEC. Não me perguntem o modus operandi. Não tenho as possibilidades visionárias de Mário Soares ou do Papa Francisco, mas compreendo-os. O comando virtual, e sem limites, do mundo financeiro não deixará pedra sobre pedra.

 

Há anos a fio que a torrente legislativa obriga os professores a desconstruírem o desmiolo. Estamos num novo pico. É a prova dos professores contratados, é a lei sobre a mobilidade e a requalificação que faz tábua rasa do que foi negociado no verão e são as vigências do aumento dos alunos por turma e da redução da carga curricular dos alunos. E podia estar aqui a noite toda a indicar os inúmeros atropelos organizacionais conducentes ao vergonhoso aumento do abandono escolar e à insuportável desesperança dos professores.


Repito: devemos desistir de desconstruir diariamente? Não digo isso. Mas só assim não vamos lá. Apesar do que se evitou (essas acções de luta são hoje reconhecidas como sensatas por quase todos), são mais as comprovadas negatividades que continuam por aí e que mereceram históricas manifestações e greves (e mesmo lutas jurídicas).




6 comentários

Comentar post