Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

da manifestação e dos jovens

20.10.13

 

 

 

 

 

É notório que os jovens vão desaparecendo das manifestações. No caso dos professores, regista-se a queda da participação mais jovem a cada acção de protesto. O fenómeno é explicado pela "impossbilidade" dos mais novos entrarem na carreira ou sequer como contratados. São já muito raros os jovens professores.

 

O Público dá conta do desaparecimentos dos jovens da manifestação de ontem.

 

Mas ainda há jovens adultos em número significativo? Repare-se no movimento que se "lixe a troika", e, mesmo antes disso, no que derrubou Sócrates, que era constituído maioritariamento por jovens muito activos nas redes sociais. Se emigram 100 mil jovens por ano, e nos últimos dois anos saíram 200 mil, então está tudo explicado. Os que ficam têm uma situação ainda aceitável ou alguma perspectiva disso; mas são muito poucos e não se manifestam.