Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

esboroar do monstro (16)

30.05.09

 

 

 

 

 

 

Faz tempo que passei a caracterizar o modelo de avaliação do desempenho de professores como o monstro ou como a ponta do "iceberg" que asfixiava os professores portugueses.

 

A determinada altura, quando as entidades instituídas ainda dormiam, os professores, saturados com a inexequibilidade de um modelo que se mantinha ligado à máquina, forçaram o despertar das consciências e a inevitável queda da primeira versão do modelo de avaliação do desempenho dos professores.

 

Com a ideia de atribuir um reforçado e enfático sentido à justa causa, decidi abrir algumas rubricas. O "esboroar do monstro" foi uma delas. Ficou-se pelo número dezasseis.

 

Não que o monstro tenha formalmente caído, nada disso: é necessário continuar atento, uma vez que as cortinas de fumo lançadas pela diabólica equipa que governa o ministério da Educação são as do costume. Mas pode ser que a ministra de Educação, e a sua vasta equipa, estejam num momento de lucidez e já se tenham convencido que vão mesmo partir.

2 comentários

  • Claro Francisco.

    A luta é longa e num sentido mais lato é mesmo infinita. A ideia foi apenas a de mudar as rubricas para recuperar algum fôlego.

    Abraço e força aí.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.