Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

do interior

10.03.13

 

 

 

Quando alguém argumenta com o fantasma do nazismo, há sempre umas vozes que classificam o orador como injusto, exagerado, desconhecedor, complexado não competitivo e por aí fora.

 

Ora leia o que Helmut Schmidt disse, algures na década de oitenta do século XX, a Belmiro Azevedo (página 21 da P2 de de 10 de Março de 2013). É uma opinião do interior de Alemanha e de quem não pode ser acusado de desconhecer o país.

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.