Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Pedro

    21.10.12

    O caso em questão poderia levar muita gente a pensar que estávamos na presença de mais um caso de corrupção com um Primeiro-Ministro. Afinal, parece que as escutas provam que Passos Coelho defendeu os interesses dos contribuintes e repudiou qualquer tentativa de corrupção. Lá se foi mais uma tentativa de denegrir a imagem de Passos Coelho, dião alguns...
  • Sem imagem de perfil

    ana

    21.10.12

    O favorecimento da Tecnoforma, empresa de que Passos Coelho foi consultor, na atribuição da maior parte do negócio de formação profissional da Região Centro, enquanto Miguel Relvas era secretário de Estado da Administração Local, e o respetivo programa, financiado pela União Europeia, estava sob a competência do Estado português, chegaria para denegrir a imagem do primeiro ministro, se acaso a mesma tivesse alguma credibilidade no presente.

    Aos portugueses basta compararem as promessas eleitorais de Passos Coelho com a sua actuação como primeiro ministro para, no mínimo, perceberam quanto amadorismo ele encarnou e encarna, quão fraca preparação para a actividade governativa ele revelou e continua a revelar.

    Escutas telefónicas a incriminá-lo de corrupção não causariam qualquer espanto, infelizmente, assim como a ausência de ilícito nas mesmas em nada favorece a sua imagem política. Apenas não a agrava.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.