Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

A Blogosfera e a Discussão das Políticas Educativas em Portugal

14.09.12


 

 

O felizmente apelidado “grupo dos leitões”, dando cumprimento ao ponto 3 das Cinco Medidas tomadas em tão faustoso evento consolidou a realização de um encontro aberto a professores e bloggers com o título A Blogosfera e a Discussão das Políticas Educativas em Portugal.

A ideia passa por debater, a partir de dentro das escolas, uma série de temas com alguma actualidade para a Educação neste arranque do ano lectivo (A Vinculação Extraordinária de Contratados, O Modelo Único de Gestão, A Hiper-Burocracia, A Gestão de Expectativas na Classe Docente, Autonomia e Centralismo, Gestão do Currículo).

O encontro vai realizar-se no dia 6 de Outubro, no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha, com duas sessões pela manhã e duas à tarde.

As sessões serão dinamizadas por um ou dois dos organizadores e estão abertas à participação mais activa (com comunicação) ou passiva (assistência e debate posterior). Terão um moderador e 2 a 3 oradores

A inscrição deve ser feita directamente aqui com os seguintes elementos:
Nome, Escola de colocação, Nível de ensino, Situação profissional, Mail/Tmóvel, Blogue/url
A inscrição deve ser feita até dia 30 de Setembro por razões logísticas de reserva do espaço mais adequado.

Para além dos organizadores está já confirmada a participação de César Israel Paulo (ANPC), Miguel Reis (Grupo de Protesto dos Professores Contratados e Desempregados), Mário Carneiro (blogue O Estado da Educação e do Resto) e José Alberto Rodrigues (APEVT).

15 comentários

  • Viva.

    Talvez não tenham tido tempo ou reparado. Por aqui, e se não me escapou, é a primeira vez que coloca essa questão.

    O post é claro: "As sessões serão dinamizadas por um ou dois dos organizadores e estão abertas à participação mais activa (com comunicação) ou passiva (assistência e debate posterior). Terão um moderador e 2 a 3 oradores."

    Portanto, cada um de nós, moderará uma das 4 mesas e vamos convidando pessoas e olhando para as inscrições com comunicação. A busca da contraditório (nalguns temas não é fácil porque ninguém defende publicamente o muito indefensável) é mesmo um imperativo democrático. Aliás, se está atento e tem acompanhado a história dos blogues ditos de educação, essa é a matriz dos que estão neste grupo.
  • Sem imagem de perfil

    Pedro

    15.09.12

    Paulo, claro que é a primeira (e, porventura única) vez que se colocam as questões por mim colocadas. A razão é óbvia. A verdade é que quem se pronunica a favor de alguma medida tomada por este Governo é, regras geral, ignorado ou atacado de forma ofensiva. O blogue do Guinote é o que mais se destaca neste particular de falta de respeito pelas opiniões diversas.

    A procura do contraditório não me parece assim tão clara. Caso contrário, aqui nos blogues referidos (o seu, do Guinote, do Arlindo e do Ricardo - não sei se me falta algum), essa preocupação já deveria ter sido notada. Ora, a verdade é que a maioria das críticas colocadas nestes quatro blogues são ignoradas ou atacadas de forma muito baixa. Tenho que ser claro e parece-me que apenas o Prudêncio e o Ricardo parecem ter respeito pela opinião alheia e não se furtam ao debate sério e responsável. Do Guinote e do Arlindo não poderei dizer o mesmo.

    Portanto, seria bom que os quatro esclarecessem o que pretendem do debate: uma verdadeira discussão séria e respeitável das opiniões diferentes ou o estilo (não vou qualificar) que o Guinote preconiza?

    Quanto à matriz dos vossos blogues direi que é diversa e apenas semelhante numa coisa: criticar tudo (ou quase tudo) o que vem da 5 de Outubro e atacar, de forma mais branda ou mais ofensiva, aqueles que defendem algo que provenha deste Governo...

    Portanto, fico à espera que uma resposta clara. Caso contrário, não poderei participar numa sessão que, na minha opinião, apela mais à união contra o Governo do que a discussão séria sobre a política educativa deste Governo. Basta ver o conjunto de personalidades convidadas...

    Obrigado pela atenção e fico à espera de uma resposta clara...
  • Sem imagem de perfil

    ana

    15.09.12

    Sou leitora assídua de todos os blogues que referiu e de outros que não referiu, mais alinhados com o poder vigente . Inclusive leio as caixas de comentários, onde, naturalmente, encontro ruídos e ecos do meu pensamento. Mas a liberdade é isso mesmo: divergir /convergir de forma responsável e fundamentada, o que ajuda a consolidar o pensamento e/ou a evoluir.

    Tenho lido muito pouco contraditório às acesas críticas que vão sendo feitas à actual política educativa, por isso é legítimo que me questione se haverá contra-argumentação possível.
    Pelo seu testemunho acima, percebo que há, embora nunca tenha dado pela sua presença como comentador, tão pouco neste blogue, onde muitas vezes me atrevo a opinar, pela maior frequência com que me revejo nas reflexões dos seus posts.

    Posto isto, lanço-lhe o repto de, doravante, aproveitar as temáticas aqui abordadas para explanar o seu ponto de vista, de modo a que quem aqui vem diariamente como eu conheça outras perspectivas válidas.
  • Concordo Ana.

    Para além disso, o Pedro faz alusão a uma série de divergências com os outros bloggers que desconhecia.

    Subscrevo quando a Ana escreve: "Pelo seu testemunho acima, percebo que há, embora nunca tenha dado pela sua presença como comentador (...)"

    Também não tinha dado por nada e não gostei quando o Pedro se refere a ofensas noutros blogues por parte de comentadores. Mas o que é que temos a ver com isso?
  • Sem imagem de perfil

    Pedro

    17.09.12

    Mas, o Paulo Guinote não é um dos dinamizadores do encontro de blogers? Se sim, devem certificar-se (todos os dinamizadores, o que ainda não aconteceu) que pretendem um debate de ideias e não um unanimismo de lamentações! Por outro lado, qual o tom utilizado no encontro pelos seus dinamizadores? O sóbrio e educado do Prudêncio ou o de baixo nível e mal-educado do Guinote? São perguntas claras e sem rodeios que deveriam merecer uma resposta clara...
    Se não sabe das divergências com o Guinote consulte o meu blogue.
  • Há quanto tempo o Pedro anda pela blogosfera denominada dos professores? A pergunta é mesmo por curiosidade e não tem qualquer outra intenção.

    Alguns destes bloggers andam por aqui pelo menos desde 2007 e olhe que não tem sido nada fácil lidarmos com tanta perseguição (estou a escolher bem as palavras) e enfrentarmos, isolados, uma maioria que tinha um apoio esmagador.

    Agora parecia que caminhávamos no mesmo sentido. Os últimos dias contrariaram a ideia, embora as políticas sejam as mesmas e em alguns casos aprofundadas.

    Já agora, uma pergunta clara e sem rodeios: o Pedro apoiava as políticas de Maria de Lurdes Rodrigues?

    Isto tudo para lhe dizer duas coisas Pedro: se lê os blogues dos professores que estão a organizar esta iniciativa sabe que não pensamos todos o mesmo sobre políticas educativas e isso é mais do que suficiente para garantir a diversidade; se por cá tem andado e se conhecesse mesmo as pessoas, decerto que não teria essa opinião.

    Verá a constituição das diversas mesas.

    Inscreva-se e vai ver que os seus receios eram infundados.

    O Paulo Guinote não precisa que o defenda. Contudo, quem não reconhecer o enorme trabalho que tem feito no blogue, e através dele, está a cometer uma injustiça que a História da Educação em Portugal reparará com toda a certeza.

    O Paulo Guinote tem sido alvo de imensos ataques ao longo destes anos e responde quase sempre.
    Expõe-se. Costumo dizer-lhe que não se deveria cansar tanto (é que ele é humano e cansa-se mesmo, sabe) com coisas que não o justificam.

    Para além disso, sou amigo dele e não o estou a ver a ser mal-educado ou a baixar o nível.

    Já estive com ele numa boa mão cheia de acções públicas e o registo é o oposto ao que descreve e isso é reconhecido na blogosfera e fora dela. (Desculpa Paulo Guinote, mas teve que ser).

    Aguardamos então a sua inscrição Pedro.
  • Sem imagem de perfil

    Pedro

    17.09.12

    Está mais que visto que o Prudêncio não esteve a par da "ligeira polémica" (nas palavras do Paulo Guinote) que eu e o Paulo tivemos a propósito da redução do número de alunos.
    Se quiser saber do que falo pode ver aqui:
    http://educar.wordpress.com/2012/09/08/nuno-crato-e-a-estatistica/
    http://maisumaaula.blogspot.pt/2012/09/post-para-esclarecer-o-paulo-guinote.html
    http://maisumaaula.blogspot.pt/2012/09/um-post-sobre-o-caracter-e-censura-de.html
    Se ler os comentários também ficará a conhecer melhor o seu amigo Paulo.
    Quanto à sua questão de há quanto tempo estou na blogosfera? Se o Paulo quisesse saber bastaria ir aos meus blogues e ver o arquivo (num estou desde 2003 e no outro desde 2005).
    Quanto à má educação do seu amigo, das duas uma: ou o Prudêncio exige pouco em termos de boa-educação, o que não me acredito, ou não conhece bem o seu amigo. Leia um pouco sobre a polémica e ajuíze em consciência...
    Pensarei em inscrever-me caso o Paulo Guinote (um dos organizadores) me diga claramente que vai respeitar as opiniões diferentes da dele (não digo concordar) sem ser mal educado...
  • Já li Pedro e só registei uma troca civilizada de argumentos. Francamente.

    Pedro: com está há tanto tempo na blogosfera, repito a pergunta que lhe fiz: estava de acordo com as políticas de Maria de Lurdes Rodrigues? Esqueceu-se de responder.

    Quanto ao resto até me custa dizer-lhe de novo: inscreva-se, apareça e depois diga-me como se sentiu. Tenho a certeza absoluta que serão respeitadas as suas opiniões.
  • Sem imagem de perfil

    Pedro

    17.09.12

    À sua questão não lhe posso responder um mero sim ou não. Seria demasiado simplista e vago. Posso-lhe dizer que, em termos gerais, não concordei com muitas das medidas avançadas por MLR.
    Quanto à troca civilizada de argumentos? Lembro-lhe apenas uma passagem para ver o que o Prudêncio me diz da boa educação de Paulo Guinote:
    Guinote, referindo-se a mim e colocando-me no mesmo lote de alguns de que não gosta disse "estou farto de doutorzinhos de aviário na órbita deste Governo, gente sem currículo, sem conhecimentos e apenas com a função de amesquinhar quem até tem trabalho de investigação premiado, publicações há mais de 20 anos e, embora a antiguidade e o passado não sejam um posto, nenhum receio de debater e se confrontar com os melhores e não apenas com quem manipula os dados". Se queria dizer o que disse dizia-o, mas sem se referir a mim de forma indirecta, até porque se consultar o meu blogue vai ver que foram as inúmeras vezes que elogiei Guinote.
    Só que desta vez discordei dele e o homem foi aos arames, resvalando para a má educação. Ou também gostaria que eu chamasse papalvo e outros impropérios ao Prudêncio só porque não concordo consigo?
    Reafirmo-lhe: pensarei em ir desde que Guinote se retrate até porque primeiro insultou e agora diz que não me volta a responder aos comentários que coloco no blogue dele (atente-se que são poquíssimos os comentários que aparecem no blogue do Guinote a criticar os seus pontos de vista). Mas, enfim debater parece que dá trabalho e chatices...
  • Ó Pedro: pediu.me para ler três posts. Fiz e considerei uma troca civilizada e o Pedro não discorda.

    Agora remete para outra coisa. Googlei a coisa e fui parar a um post em que o Pedro torna pública uma parte de uma troca de mails com o Paulo Guinote. O critério é seu.

    Como imagina, teria que ler a troca na totalidade e por aí fora e, como também imagina, não o vou fazer. Vai perdoar-me, mas já me parece uma pequena embirração e um momento algo epidérmico; normal e humano.

    São poucos os comentários a criticar os pontos de vista do Paulo Guinote? Está muito enganado. Leio os posts dele, mas não leio os comentários todos. Não dá para tudo. Mas asseguro-lhe: não tem razão. Não tenho de defender o Paulo, mas não imagina o que ele tem passado.

    Vamos encerrar o assunto.

    Espero que apareça e lá conversaremos sobre os assuntos que verdadeiramente interessam.
  • Sem imagem de perfil

    Pedro

    17.09.12

    Muito bem. Assunto encerrado. Vou pensar se valerá a pena ir ao encontro de bloggers.´
    E obrigado pela atenção e paciência.
  • Gosto desse registo Pedro. Que raio de coisa.

    Nem imagina as questões que me colocam por causa deste debate: é porque são bloggers, é porque devia ser não sei onde, é porque sei lá o quê. Tanta tortuosidade e depois estamos na bancarrota por causa dos marcianos.

    Disponha.
  • Sem imagem de perfil

    Eduardo Rocha

    18.09.12

    És único Paulo Prudêncio.
  • Obrigado.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.