Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

da blogosfera - octávio v. gonçalves

20.06.12

 

 

 

A praga de plágios é uma evidência e em Portugal também. A desonestidade está institucionalizada e isso explica muita coisa sobre o estado das democracias. Quem pratica a pequena corrupção pela calada ou mesmo o laxismo ético (às vezes pensam que ninguém os vê, coitados) não penaliza a grande corrupção. É um caldo de cultura que favorece um quotidiano bombardeado com desvios de milhões e onde nada acontece; ou pior, o que vai acontecendo é o plano inclinado dos países e das instituições.

 

Praga de plágios 

 

"Depois de licenciaturas manhosas, da assunção de habilitações que não se possuem ou se desconhecem e de trabalhos/relatórios descaradamente copiados, vai por aí uma praga de teses de doutoramento plagiadas, com particular destaque para aquelas que já derrubaram um presidente da República na Alemanha e um ministro da Educação na Roménia, a que se seguirá, agora, o próprio primeiro-ministro romeno (dois casos no mesmo governo e no espaço de um mês, não indicia nada de bom, se isto funcionar a título de amostragem).
Assim vai o apetite pelos títulos universitários, além de que estou convencido que uma varredura de muitas das monografias, teses e dissertações submetidas, ao longo dos anos, nas nossas universidades, não deixaria de apresentar alguns resultados surpreendentes.
Aliás, existem, entre nós, manuais universitários publicados que são autênticos plágios de livros americanos. Na minha docência no ensino superior deparei-me com um ou outro." 

2 comentários

Comentar post