Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

limites

19.06.12

 

 

 

Como já afirmei noutras circunstâncias, não utilizo nicks nas redes sociais e assino os textos e os comentários. Nada tenho contra quem o faz, e mesmo que tivesse, e até gosto de algumas coisas que leio com a alteração de identidade. Aliás, mesmo quem insere um comentário com nome pode utilizar o de outra pessoa.

 

O que já me parece crime é a utilização das redes sociais para inserir comentários ofensivos e ainda por cima assinados com nicks e com a utilização de emails falsos. Sabemos que esses comentários podem ser identificados se existir queixa, mas não sei se em Portugal a lei considera os actos como criminosos.

 

Nunca fui alvo, pelo menos nunca me aprecebi, de coisas do género, mas conheço quem o é e com frequência. Essa forma traiçoeira de incomodar os outros vale o que vale, mas não deixará de aborrecer e merece ser reprovada socialmente e na letra da lei.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.