Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

sociedade civil

13.06.12

 

 

"Este novo modelo de gestão escolar não vai funcionar. Foi pensado para uma sociedade civil forte, que está longe de ser o caso de Portugal, e vai levar para dentro das escolas o pior da política partidária local." Foi mais ou menos com estas palavras que Manuel Carvalho, director adjunto do Público, comentou, há dias, os novos desenvolvimentos das agregações escolares na revista de imprensa da RTPinformação.

 

O que este defensor entusiasmado de maioria das reformas educativas dos últimos anos se esqueceu de dizer é que o problema não é novo e que agora só se vai acentuar e generalizar.

 

E sejamos claros: quando concluímos que a nossa sociedade civil não é forte temos de incluir os professores.

 

Se é legítima e humana a defesa dos problemas e ambições pessoais, o que já não se espera é que esses se sobreponham, de forma que até choca um bocado, aos interesses colectivos.

 

Para além de tudo, está mais do que comprovado que quem age assim acaba por delapidar a vida dos outros e a sua própria. E o tempo aceleradííssimo que vivemos teima em reforçar a lição e dissolve num ápice o que parecia tão seguro.

2 comentários

Comentar post