Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

dos mais civilizados

24.05.12

 

 

 

É vulgar ouvirmos dizer que a Itália é o país mais civilizado do planeta. A esta discutível proposição, acresecenta-se quase sempre a perplexidade com o facto do inenarrável Berlusconi ter governado, sufragado pelos votos, durante oito longos anos.

 

A experiência italiana, e o mesmo acontece com as restantes democracias ocidentais, foi capturada pela ganância e pela estruturação do voto. As benesses ilimitadas das oligarquias passaram a representar a única, e "legítima", aspiração do exercício do poder e as escolhas dos partidos "proprietários" das democracias tanto arrepiam como conferem às sociedades o seu real valor. São muito poucos os que podem falar de cátedra e os resultados estão aí.

 

É, portanto, natural que os italianos estejam com a preferência eleitoral no comediante do movimento 5 estrelas que já venceu municípios populosos nas ultimas eleições.

 

E, de repente, a lista de um comediante tornou-se o segundo partido de Itália