Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

tiques totalitários

07.05.12

 

 

 

 

"Para acabar com o 1º de Maio lá na empresa, dispôs-se a pagar o dia em triplo e ainda atribuir uma folga a quem fosse trabalhar no feriado. Depois escreveu um panfleto e distribuiu aos clientes, para mostrar que pode comprar o dia do trabalhador."

 

Lemos coisas destas e nem queremos acreditar que numa democracia haja quem queira chefiar na base da retaliação, da chantagem e do prémio que não premeia. Este modo de considerar os "subordinados" pessoas sem inteligência ou sentido crítico tem um efeito boomerang, nunca melhora o desempenho profissional e cria grupos de privilegiados que se prestam, para sobreviverem, à bajulação que abandonarão na primeira oportunidade. Há outros modos de gerir pessoas, que raio: democratas e eficazes.

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.