Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

missão e visão

27.03.12

 

 

 

Nas décadas de oitenta e noventa do século passado, as pessoas das empresas eram sobressaltadas com "gurus" salvadores: chegavam com a receita da visão e da missão, pagavam-se a peso de ouro com a epifania, e deixavam o controle da produção para os outros. Faziam longos e convenientes intervalos e só regressavam pela certa. Os insucessos frequentes não estavam nos seus encargos. A mudança de milénio conseguiu que esse comportamento virasse piada e nos últimos anos os "gurus" mudaram de profissão.

 

Os avaliadores externos das escolas são seguros: gostam de duas décadas de atraso, para não se incomodarem com inovações. Não há escola sem missão: o certificado terminal definido pelas leis da escolaridade. Quando à visão, a diversidade tem uma característica comum: a escola dos "gurus".

2 comentários

Comentar post