Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

experiência e sapiência

14.02.12

 

 

Quando, em 1998, se instituiu que a candidatura à gestão das escolas exigisse a prova de experiência (com mandatos realizados) ou de sapiência (formação especializada) fui indagar a coisa junto dos mentores.

 

A desculpa (sim, a desculpa, pesei bem a coisa) era mais ou menos esta: "os técnicos do ME viam-se às aranhas com os gestores neófitos que interrogavam amiúde o status quo; não podia ser: havia que os formatar convenientemente".

 

Depois de treze escolas, da presença numa coordenação de mais de quarenta, do exercício de quase todos os cargos que se pode exercer numa escola e de cerca de trinta anos de ensino, só encontrei lideranças em quem sabe de sala de aula e se afirmou como uma referência de profissionalidade, de honestidade e de respeito pelas pessoas. Os membros das organizacões, os que lidam diariamente com os seus profissionais, sabem reconhecer essas qualidades. O resto é má burocracia e outras coisas mais. Alterar este estado de desorientação é o primeiro passo para mudar o que verdadeiramente conta.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.