Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

má despesa pública (1)

01.02.12

 

 

 

 

 

"Lembra-se do caso dos 72 mil euros em trabalhos de consultoria técnica de conteúdos para a Presidência do Conselho de Ministros? O Má Despesa decidiu ontem escrever sobre o assunto porque estava em causa um contrato anual que correspondia a seis mil euros mensais. (...)Hoje de manhã um leitor atento alertou-nos para a alteração do contrato. Em pouco mais de 24 horas passou de um contrato de um ano para um de três anos, com o mesmo valor.(...)".

 

É assim que o blog Má Despesa Pública inicia um post que publicou hoje. Nos últimos dias, a blogosfera tem feito esse papel em relação a despachos governamentais e tem sido assim nos últimos anos em relação a vários assuntos.

 

Alguém perguntou-me: mas são necessários os bloggers correrem esses riscos? Os poderes instituídos não funcionam? Não consequi responder com exactidão. O único aspecto em que consigo ser peremptório neste domínio é o seguinte: estranhe-se o frenesi dos que advogam o silenciamento dos bloggers. Mas o Banco de Portugal, que deve supervisionar a banca, tem, segundo o Má Despesa Pública, cinco mil euros inscritos para golfe.

 

É impressionante o saque que se faz ao Estado. Nem a plena pré-bancarrota comove as nossas gentes. Há instituições públicas que se endividam na banca para despesas supérfluas? Será que não imaginam que a banca recorre depois ao exterior, com os juros astronómicos que se conhecem? É grave e quase inimaginável. Voltarei a este assunto.

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.