Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

estão a ver?

23.09.11

 

 

 

 

Não tinha escrito que, nesta saga dos concursos, mais dia menos dia a culpa seria dos professores? Aí está: 

Directores e ministério entenderam-se sobre colocação de professores

 

O MEC e as suas ramificações montaram, ao longo de anos, uma traquitana pesadíssima que impede a inteligibilidade das decisões e a civilidade na convivência das pessoas com os procedimentos. Para além disso, inunda o sistema de informação com normativos de má qualidade. Professores mal colocados, e com danos irreparáveis, são aos milhares e há anos; a maioria talvez nem suspeite. Mas a burocracia Kafkiana é mesmo assim e os processos não têm metamorfose à vista. Apontar a culpa a milhares de utilizadores de um sistema de informação é basismo indesculpável.

 

O que se vê é que a mudança de ocupantes das cadeiras do MEC é apenas rotina (se bem que de 2005 a 2009 a coisa afundou-se mesmo). São rapidamente submergidos e nivelam o discurso pela explicação de casos sem irem ao fundo do problema. É um assunto da família do buraco da Madeira e mais uma explicação para a pré-bancarrota.

 

 

4 comentários

Comentar post