Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

desregulação

17.07.11

 

 

As empresas de raiting estão bem no centro do furacão financeiro que assolou o mundo ocidental. Receiam-se os resultados do capitalismo em roda livre. A ganância e a corrupção não podiam ter ficado de mãos tão livres. A democracia não é isso. A desregulação do mercado de capitais é tão totalitária como os regimes dos denominados extremos ideológicos.

 

Nobel diz que agências de rating podem precipitar nova crise

 

Stiglitz fez as afirmações em Luanda(...) Para o Prémio Nobel, as agências de rating têm dois problemas, o do modelo de negócio e o da capacidade técnica dos seus analistas. Sobre o modelo de negócio, considerou-o “ultrapassado”, porque as agências “são pagas pelas pessoas a quem atribuem as classificações no sector privado”. Desta forma, acrescentou, “sentem-se obrigadas a dar melhores classificações às empresas de produtos bancários, por exemplo”. (...) Stiglitz afirmou que “normalmente as suas avaliações não têm qualquer fundamento científico”.

Acrescentou ainda que “as agências de ratings têm um historial muito negativo em termos de notações, que têm sido fonte de instabilidade. Por exemplo, deram boas classificações às empresas de hipotecas [nos Estados Unidos], o que desempenhou um papel preponderante na crise financeira”.

 

3 comentários

Comentar post