Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

se

05.06.11

 

 

Há pouco tempo, Pacheco Pereira, um insuspeito de simpatizar com as causas defendidas pelos professores, escreveu assim a propósito de José Sócrates: "(...)mas também algum corporativismo à mistura, como se passa com os professores, os únicos que o venceram até agora.(...)".

 

Pois é. Se o ainda chefe do governo de gestão perder estas legislativas, há um conjunto de professores, denominados de resistentes, que se podem sentir vitoriosos no encerrar deste duríssimo capítulo. Talvez os menos conhecedores dos problemas das escolas considerem um exagero. Talvez: o desconhecimento gera esses raciocínios. O que nunca poderão dizer, é que muitos dos professores do seu país não são cidadãos de corpo inteiro. Foram os primeiros a acordar, tinham o resto do mundo contra si e não se esquecem que muitos desses adversários eram também os prováveis mais votados de hoje.