Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

os tecnológicos nos tempos pós-modernos

01.06.11

 

 

 

Não sabemos educar os petizes. É uma tragédia antiga e os resultados estão aí. As crianças portuguesas são um incómodo e a discussão anda sempre à volta do seu desgraçado armazenamento; quanto mais tempo melhor e a capacidade de argumentação apenas disfarça as reais intenções.

 

Em pleno dia mundial da criança, a notícia é surreal: os portugueses desesperam por manuais para educar os petizes; ao que consta, mesmo que escritos por quem nunca pegou numa criança.

 

Ou seja: o pato-bravismo-tecnológico diz-nos que são raros os que lêem as instruções dos repetidos aparelhos da tecnologia e depois é vê-los a exibir uma coisa que nem sabem bem para que serve. Os petizes, que oferecem a deslumbrante vantagem da singularidade, tem uma particularidade que não apreciamos lá muito: dão trabalho.