Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

Correntes

da pedagogia e em busca do pensamento livre

perfis elegíveis

17.05.11

 

Na altura não me convenci, mas passados quase dez anos começo a dar mais credibilidade à impressão de um presidente de uma associação de municípios de uma região portuguesa com elevado potencial turístico.

 

Os portugueses elegem para as presidências das câmaras quem tenha dado provas de chico-espertice na sua vida pessoal e de alguma desenvoltura na corrupção; é uma eleição local e em que esse conhecimento das pessoas é fundamental, foi a opinião. Trabalho com vários e não tenho dúvidas do que acabei de afirmar; as várias dimensões da corrupção são uma doença nacional.

 

Não tinha pensado muito no assunto e fiquei hesitante. Talvez o meu interlocutor soubesse mesmo do que estava a falar. Fiquei atento e cada vez lhe dou mais razão; e o fenómeno está longe de se circunscrever às autarquias.

 

Talvez as novas gerações sejam um bocado mais exigentes. 

2 comentários

Comentar post