Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

espera-se a reacção

01.05.11

 

 

Daqui.

 

Não sabemos da exactidão das afirmações. Nada me diz que a tendência para as inverdades já contaminou a actual CEO do ME. Cá para mim, os sindicatos não consideraram os indicadores do modelo imensuráveis e acreditaram, como bons lusitanos, que aquelas coisas das pontuações e das quotas se resolviam depois no espírito deixa-me-safar-agora-que-o-futuro-está-distante. Pois é. O tempo é tramado e continua fora da vontade dos homens.

1 comentário

Comentar post