Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

já nem os revolucionários

13.04.11

 

 

Quase quarenta anos depois da bela revolução dos cravos, leio hoje uma espécie de arrependimento por parte de um dos mentores do 25 de Abril de 1974. Otelo Saraiva de Carvalho refugia-se no estado a que isto chegou para declarar o seu arrependimento, como se a história pudesse ser analisada de modo tão simplista. É: as nossas "elites" são um bocado cómicas, lá isso são.

 

Otelo: Se soubesse como o país ia ficar, não fazia a Revolução

5 comentários

  • É Isabel: parece que estamos numa fase de Otelos sem fim
  • Sem imagem de perfil

    Isabel X

    14.04.11


    É verdade que há mais pessoas com as tendências que se evidenciam em Otelo. É próprio dos seres humanos serem assim, salvo raras e honrosas excepções.
    Mas era de Otelo que falávamos e o caso dele é mais grave porque tem uma dimensão simbólica.
    É triste!

    - Isabel X -
  • Concordo. É da natureza humana. Nem sei se o facto de tratar a revolução dos cravos na primeira pessoa explica aquela coisa do projecto global e das certezas sem fim. As obstinações são sempre maus sinais.

  • Sem imagem de perfil

    Isabel X

    14.04.11

    Exactamente!
    - Isabel X -
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.