Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

espantoso

23.04.11

 

 

Tenho estado fora da rede. Numa rápida incursão, dei com declarações estratosféricas do antigo ministro da Educação David Justino. Decidi republicar o que vai ler a seguir e que tem a data de 18 de Março de 2011.

 

David Justino foi responsável por um dos processos mais incompetentes e desrespeitosos (uma espécie da caixa de Pandora para o descalabro que se seguiu) para a história do sistema escolar, com uma terraplenagem no conhecimento que havia sobre concursos de professores. A par disso, dizia com frequência para a comunicação social que só não contratava "verdadeiros" gestores para as escolas porque não tinha dinheiro para lhes pagar. Foi desse modo que João Rendeiro, do falido BPP, ganhou embalagem para enviar lições de sei-lá-o-quê aos presidentes de Conselhos Executivos.

 

Ou seja: David Justino tinha-se revelado um gestor incompetentíssimo, mas referia-se cheio de prosápia à competência de quem erguia as escolas públicas. Depois disso, foi assessor da cooperação estratégica para a Educação da presidência da República e aplaudiu a trágica Maria de Lurdes Rodrigues.

 

Passados 6 anos, e confiando na reduzida memória das sociedades, parece que anda num rol de conferências a defender que as componentes mais críticas do sistema vigente são a falta de confiança nos professores e o excesso de má burocracia. É espantoso, realmente.

 

David Justino defende mais confiança nos professores e menos burocracia na escola

"(...)O ex-ministro da Educação David Justino defendeu hoje mais confiança no trabalho dos professores e menos burocracia nas escolas, bem como uma discussão alargada sobre o que se quer para o sector depois de 2025.(...)"

 


1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.