Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Correntes

em busca do pensamento livre

Correntes

em busca do pensamento livre

por muito que custe

14.03.11

 

 

Os mentores do SIADAP (sistema integrado de gestão e avaliação do desempenho na Administração Pública), e os especialistas que acompanharam a lucubração, têm de dar a mão à palmatória. Criar um quase fascismo por via administrativa pode não ter sido a intenção, até acredito que não, mas o resultado, e à medida que o tempo passa, aproxima-se desse registo.

 

Sem querer continuar num registo mais radical, posso afirmar que o sistema que inclui indicadores pontuados em descritores que excluem as pessoas por quotas é uma invenção de tecnocratas que se escondem e que são incapazes de avaliar quem quer que seja num sistema de olhos nos olhos. Temos o direito de olhar assim para quem inventou esta tamanha aberração neotaylorista.

 

Os professores são vítimas de uma espécie de SIADAP e têm voz. Há outros funcionários públicos que ficam entregues aos bichos e todos conhecemos histórias aberrantes a esse nível. As que envolvem os assistentes administrativos e operacionais das escolas começam também a dilacerar as atmosferas relacionais. Não adianta tergiversar: o SIADAP utiliza uma linguagem bem-pensante e sedutora e é totalitário.

4 comentários

Comentar post