Em busca do pensamento livre.

Terça-feira, 01.08.17

 

 

 

 

O que mais me impressiona no "Amor em Berlim"? Impressiona-me que pessoas que combateram o nazismo tenham construído outra ditadura na RDA. Tomar um qualquer poder e não ceder a novas clientelas, nem que, como foi o caso, se queiram legitimar em nome de uma qualquer ideologia "superior e incontestável", é um exercício difícil que só se consegue em democracias em que a classe média é maioritária e em que a limitação de mandatos se aplica aos diversos cargos numa mesma instituição.



publicado por paulo prudêncio às 10:35 | link do post | comentar | ver comentários (8) | partilhar

Sexta-feira, 21.07.17

 

 

 

"Amor em Berlim é uma saga familiar e arrebatadora. É sobre lealdade, amor, esperança, fé, traição e conflitos atrás do Muro de Berlim na antiga Alemanha Oriental. Passa-se num tempo de mudança e da queda da Cortina de Ferro. A história do jovem polícia Martin, que pertence a uma família fiel ao Partido, e se apaixona por Júlia, jovem e rebelde, de uma família de dissidentes(...)"

Colei o início da sinopse da série "Amor em Berlim" que a RTP2 exibe pelas 22h00 (de 2ª a 6ª). Impressiona como o fanatismo (no caso, o ideológico) é tão cego e sem limites para a maldade e para os jogos de favorecimento. É imperdível.

 

Captura de Tela 2017-07-20 às 21.07.33

 



publicado por paulo prudêncio às 09:54 | link do post | comentar | partilhar

Terça-feira, 05.04.16

 

 

 

 

Estou a gostar da série "Uma aldeia francesa" que a RTP2 exibe de segunda a sexta por volta das 22h00. Espero manter o interesse. São sessenta episódios e há mais de trinta anos que não sigo uma novela televisiva com mais de três ou quatro. A história inclui-se no período 1940-1945 e retrata a invasão de uma pequena vila francesa pelas tropas nazis. No quinto episódio, alguns franceses já começam a vacilar. Iniciam-se os jogos duplos, as pequenas traições, os infiltrados, os dúbios e toda aquela parafernália que já conhecemos dos momentos de crise e que nem sei se me motiva ver de novo. Ainda por cima estou mesmo a acabar o muito interessante romance de Clara Ferreira Alves (2015:186), o "Pai Nosso", com a seguinte alusão ao "Agente Secreto" de Joseph Conrad: "(...)Havia um livro sobre um homem-bomba, um Professor que anda pelas ruas de Londres gozando o supremo prazer de poder dinamitar o mundo e liquidá-lo num segundo(...)"

 

image.jpeg

 



publicado por paulo prudêncio às 14:47 | link do post | comentar | partilhar


Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
Veremos se será apenas um intervalo doloroso. A co...
Após 2 mandatos de um presidente negro simpático,...
Ah, sim. Concordo.
Não tem essa noção. Não vai remediar nada e não se...
Um filme belíssimo. Não será tanto assim. Gosto de...
subscrever feeds
mais sobre mim
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
ligações
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

efemérides

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

posts mais comentados
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676