Em busca do pensamento livre.

Domingo, 12.02.17

 

 

 

Cavaco Silva foi célebre na "apresentação das memórias" sobre o tempo recente. O livro terá como título "Quinta-feira e outros dias". Aguarda-se, e já agora estranha-se o atraso, o livro de memórias sobre o tempo do BPN e das suas companhias como primeiro-ministro e chefe do PSD. Ou será que Paula Rego foi premonitória no revisionismo?

 

10569786_YTiQQ

 

"Na companhia de mulheres". Paula Rego.



publicado por paulo prudêncio às 17:01 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Domingo, 24.07.16

 

 

 

 

Um ex-Presidente a avisar que dirá o que ainda não se sabe? Um ex-Presidente a insinuar que se passaram coisas graves que não são do conhecimento público? É surpreendente. Cavaco Silva, poucos meses depois de deixar o cargo, afirmou ontem que "(...)saiu "de consciência bem tranquila" de Belém e referiu que muita coisa não se sabe sobre a forma como exerceu funções, mas não quis agora "fazer revelações"(...)". O desenho ajuda a interrogação: nem um ex-Presidente resiste ao estatuto de "encostado às cordas"?

 

cavaco silva encosado as cordas.jpg

 



publicado por paulo prudêncio às 11:28 | link do post | comentar | partilhar

Domingo, 14.02.16

 

 

 

 

As condecorações mediatizaram um regresso indignado aos legados de Lurdes Rodrigues e Nuno Crato. Bem sei que a memória é ainda mais curta na democracia mediatizada, mas o apoio incondicional do ainda PR às duas tragédias comprovadas terá uma qualquer relação com o ex-MEC David Justino que iniciou a queda da escola pública.

 

Para quem não se recorda, o exercício de Justino incluiu o primeiro abalo sério na imagem da escola pública com um concurso de professores, interminável por incompetência política, que abriu portas aos desmandos que se seguiram. No auge mediático do processo, apareceu, ladeado por João Rendeiro do BPP, a afirmar que só não contratava pessoas do calibre do investidor em fundos de alto risco para dirigir as escolas "porque não tinha dinheiro para lhes pagar". Numa sociedade com memória, deixava a Educação em paz por umas décadas.

 

Um ano depois foi assessorar Cavaco Silva. Esteve dez anos em funções com o PR e em cooperação estratégica com os legados condecorados. É Presidente de um CNE que ainda recentemente não se entendeu "sobre as provas de aferição das crianças". É triste, mas é assim. Se elencarmos os problemas educativos das nossas crianças, esta coisa de mais ou menos uma prova não aparecerá nas vinte primeiras preocupações mas é "conversa da treta" e não perturba os lóbis da Educação; embora o orçamento do recém privatizado IAVE viva de exames. Justino apresenta hoje no Público uma "obra sua sobre o fontismo" (de 1868 a 1889) que foi um período de muito betão financiado pela banca britânica e que acabou em "colapso financeiro". Nada que um profissional do cavaquismo não entenda em pormenor.

 

Captura de Tela 2016-02-14 às 14.52.37.png



publicado por paulo prudêncio às 15:57 | link do post | comentar | ver comentários (4) | partilhar

Sexta-feira, 18.12.15

 

 

 

 

1017070.jpeg

Cópia de 1017070.jpeg

 

 



publicado por paulo prudêncio às 16:05 | link do post | comentar | partilhar

Segunda-feira, 23.11.15

 

 

 

 

Prefiro continuar a pensar que Cavaco Silva syrizou e que estas coreografias servem para que também os "seus" não lhe apontem a porta mínima. A opção de dar tempo aos "seus" para fotocópias, varridelas para debaixo das carpetes e últimos jobs, é demasiado antipatriota para um PR; como seria também impensável que Cavaco Silva "desse tempo" a António Costa para conseguir um melhor acordo com os partidos à sua esquerda; afinal, um Governo em plenas funções é importante para a economia.

 

mw-960.jpeg

RAFAEL MARCHANTE / LUSA

 

 



publicado por paulo prudêncio às 20:29 | link do post | comentar | partilhar

Segunda-feira, 26.10.15

 

 

 

 

PàF coligada com o BE é uma "solução" de cavaquistas, depois de mais um não do PS. Há uma incerteza na formação do Governo que deriva do "não" parlamentar ao mais votado. A razão estranhou a novidade, mas acomodou a ideia. Há nesta inesperada aceitação do BE governativo um tique semelhante à integração, em 2002 e no Governo de Durão Barroso, da ala dos eurocépticos (um eufemismo para sorrir) do CDS/PP.
O medo de existir e de expressar uma opinião é uma herança que nos recorda a ditadura do século passado, embora haja muito mais história associada à impossibilidade do "homem novo". A história recente conheceu a "escola" de Cavaco Silva e o tempo conferirá a sua prevalência. O não à política, o não à ideologia, o apontar o dedo aos políticos ou aos revolucionários promoveu o servilismo de políticos de ocasião. Os cavaquistas assegurariam o pragmatismo, o respeito à ordem, ao bom nome e às contas "certas".

Para esta "escola", e em caso de aflição, as mais bizarras conjugações anulam a histeria do dia anterior.

 

18551512_V2P97.jpeg

 



publicado por paulo prudêncio às 17:48 | link do post | comentar | partilhar

Quinta-feira, 22.10.15

 

 

 

Cavaco Silva usou como argumento a tradição da democracia portuguesa (é um tradicionalista petrificado) indigitou Passos Coelho e passou o "problema" para o parlamento. Até aqui tudo normal. Mas nas suas declarações discriminou o BE e a CDU, excluindo-os da democracia, e afirmou, ao que percebi, que não dará posse a um Governo apoiado pela maioria de esquerda. Sabia-se que o PR entende o seu exercício como coisa de facção, mas era impensável que terminasse essas funções públicas com uma exibição de parcialidade tão grave e lamentável.



publicado por paulo prudêncio às 21:21 | link do post | comentar | ver comentários (4) | partilhar

Segunda-feira, 29.06.15

 

 

 

"Se a Grécia sair ainda ficam 18. Há outros que querem aderir", disse Cavaco Silva num registo áudio que ouvi na TSF. Como não tinha imagem, não confirmei se foi um improviso; mas deve ter sido, tal a demonstração de generosidade. Cá para mim, o júri do Nobel tem andado distraído com a sapiência deste lusitano que é o único cientista económico do planeta a adivinhar o futuro e sem qualquer dúvida.



publicado por paulo prudêncio às 22:27 | link do post | comentar | ver comentários (5) | partilhar

Domingo, 15.03.15

 

 

 

 

909488.jpeg

Cópia de 909488.jpeg

 

 



publicado por paulo prudêncio às 11:33 | link do post | comentar | partilhar

Sábado, 14.03.15

 

 

 

"Dá-me vontade de rir quando imaginam que vim defender qualquer perfil para presidente", afirmou Cavaco Silva numa demonstração da sua personalidade. Realmente alguém tem de ajudar o PR a terminar o mandato com um mínimo de dignidade, embora lhe devam assinalar os graves erros para que não se sinta mandatado para continuar pela política. Seria um pesadelo, sem dúvida: uma espécia de terceira década sem luz.

 

O problema do PR é mais acentuado quando fala sem texto, mas pelos vistos até nos escritos ficam umas boutades que depois nega ou minimiza com os tais risos. Cá para mim, a actual presidência deve ser um lugar de cultura da anedota brejeira de raiz marialva e de retaliação em forma de chacota para quem não alinhe. Como se vê, até pelas mais recentes sondagens, este género de espirituoso acaba desacreditado e a provar doses elevadas da sua receita.

 

Mas já em 24 de Junho de 2010 o Público noticiava os risos de Cavaco Silva. Ora veja.

 

riso1.png

Captura de Tela 2015-03-14 às 11.01.16.png

 

 



publicado por paulo prudêncio às 11:01 | link do post | comentar | ver comentários (9) | partilhar

Quinta-feira, 12.03.15

 

 

 

 

10521392_618361064963851_2481493422195327708_n.jpg

 



publicado por paulo prudêncio às 10:39 | link do post | comentar | partilhar

Terça-feira, 10.03.15

 

 

 

É surpreendente e inédito ler Cavaco Silva a definir o perfil do próximo presidente. É estranho porque não se espera isso de quem exerce um cargo público. Mas a escola cavaquista, a que aludi aqui, tem os tais tiques do caciquismo. Desde logo, a ideia de sucessão com a exigência de bênção. Francamente: tanta falta de clarividência já é patologia.

 

Nem na economia o PR apresentou créditos. Às tantas, escreveu o prefácio num daqueles dias em que um indicador, o do crescimento económico, por exemplo, deu um qualquer e ténue sinal de vida. Querem ver que ainda vai determinar que se legisle o voluntariado dos ex-presidentes para que a nação, e na sua douta e insubstituível inspiração, se tranquilize? Mas não há quem lhe aponte a sucessão de erros de análise e de retrocessos civilizacionais e organizacionais?

 

18110858_MBiDH.jpeg

 



publicado por paulo prudêncio às 14:08 | link do post | comentar | ver comentários (6) | partilhar

Terça-feira, 11.11.14

 

 

cavacosilva+oliveiracosta+diasloureiro.png

 

É vulgar dizer-se que Cavaco Silva gosta de fazer o género marciano, mas depois do BPN, do BES e da PT convenço-mo que Plutão deve ser a outra residência de veraneio.

 

E repito: enquanto o Governo, numa deriva de mercado selvagem e de destruição criadora, expunha a PT acabando com a Golden Share, o PR medalhava Zeinal Bava. Tudo a uma só voz. Como é que é possível que Cavaco Silva venha agora interrogar-se acerca dos actos de accionistas e gestores?

 

A imagem seguinte é de Plutão ou foi mais uma obrigação da troika?

 

 

378010.jpg

 

 



publicado por paulo prudêncio às 14:46 | link do post | comentar | partilhar

Segunda-feira, 07.07.14

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 11:28 | link do post | comentar | partilhar

Sábado, 04.01.14

 

 

 

 

Um presidente politicamente eunuco

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 14:13 | link do post | comentar | partilhar


Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
comentários recentes
Oh Caríssimo Mário. Muito obrigado. Quem diria. Re...
Muito obrigado António. É bom integrar uma blogosf...
Caro Paulo,Parabéns que felizmente se repetem ano ...
Parabéns ao Correntes, que julgo ser o decano da b...
podem não aumentar salários mas têm de permitir pr...
Muito obrigado pelas palavras Miguel e aquele abra...
ligações
posts mais comentados
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

efemérides

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

subscrever feeds
arquivo
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676
mais sobre mim