Em busca do pensamento livre.

Domingo, 14.05.17

 

 

 

Ir ontem a Lisboa era um risco, mais ainda ao fim da tarde com destino à zona do Saldanha. Havia a incógnita da crise do aeroporto (em 75 anos de existência, foi a primeira falha no abastecimento de combustível; também só desde 2013 é que os privados o gerem) e notava-se nas áreas de serviço da autoestrada a deslocação da multidão da nossa senhora de Fátima para a nossa senhora da Luz. Estacionar de imediato no parque gratuito do cinema Monumental e ver o muito bom filme, "A cidade perdida em Z", de James Gray, foi uma opção acertada e de alguma forma adequada. O filme recorda, embora seja uma adaptação da não-ficção de David Grann, as sagas Indiana Jones de Steven Spielberg. Não se excede na aura épica e está muito bem realizado e interpretado. À saída, já aquela zona de Lisboa se inundava de ruído e cânticos ensurdecedores enquanto o jovem Salvador Sobral, um talentoso jazzista de forte convicção, representava, num tom muito mais audível, com êxito inédito o país no festival europeu da canção em Kiev (qual cidade perdida em Z).

 

 



publicado por paulo prudêncio às 11:32 | link do post | comentar | partilhar

Domingo, 07.05.17

 

 

 

 

Michael Lauren All Stars estiveram ontem em grande plano na 20ª edição do mítico Festival de Jazz de Valado de Frades

 

 

 Pode saber mais aqui.

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 11:00 | link do post | comentar | partilhar

Segunda-feira, 24.04.17

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 10:13 | link do post | comentar | partilhar

Quinta-feira, 13.04.17

 

 

 

 

 

Sugerido por António Ferreira.



publicado por paulo prudêncio às 18:43 | link do post | comentar | partilhar

Quarta-feira, 12.04.17

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 17:26 | link do post | comentar | ver comentários (5) | partilhar

Quarta-feira, 01.02.17

 

 

 

Os "Resistência" vão estar em Paris numa das salas que foi alvo de acções terroristas. Devem tocar um dos temas com letra mais interessante. Ouvio-o de manhã numa rádio e guardei-o na memória para o resto do dia.

 

 



publicado por paulo prudêncio às 13:55 | link do post | comentar | partilhar

Domingo, 25.12.16

 

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 14:02 | link do post | comentar | partilhar

Sexta-feira, 11.11.16

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 20:25 | link do post | comentar | partilhar

Sábado, 15.10.16

 

 

 

O meu escasso talento musical exige o isolamento para cantar ou sequer assobiar . Preparávamos o jantar e dei por mim a assobiar. Interroguei-me: que música é esta? Foram necessárias umas boas repetições para a descoberta e só o refrão desfez as dúvidas. O consciente não registou de imediato o Obladi-Oblada dos The Beatles, mas a memória mais profunda deu-me luz. O cérebro é impressionante. Trazer ao presente esta música é um enigma.

 

1ª edição em 12 de Outubto de 2012.

 



publicado por paulo prudêncio às 11:16 | link do post | comentar | ver comentários (17) | partilhar

Sexta-feira, 14.10.16

 

  

 

"O Velho e o Mar"”, de Ernest Hemingway (1952), é uma obra-prima do Nobel da Literatura de 1954. Li-o, a primeira vez, na adolescência (a minha época do "Moby Dick", de Herman Melville o autor do fascinante “Bartleby”). Recordo-o como contemporâneo das letras que Bob Dylan, o Nobel da Literatura de 2016, musicava. São "romances" paralelos, se me permitem. A actualidade certifica o fenómeno. "O Velho e o Mar"” retrata a amizade de um velho e pobre pescador com um rapaz. Tudo acontece no dia em que o velho, que há muito nada pescava, se confrontou com o peixe da sua vida. Chegou a terra apenas com o esqueleto de um espadarte delapidado por tubarões. Está tudo ali. 

Não resisto a transcrever um pedaço da tradução de Jorge de Sena:

- Que tens para comer? – perguntou o rapaz. 
- Um tacho de arroz de peixe. Queres? – perguntou o velho. 
- Não. Como em casa. Queres que eu acenda o lume? 
- Não. Acendo-o eu depois. Ou como o arroz frio.
- Posso levar a rede? 
- Claro que podes.

Não havia rede, o rapaz lembrava-se de quando a tinham vendido, mas todos os dias representavam esta cena. Também não havia tacho de arroz, o que o rapaz também sabia. 

 

14163678_OWvne 

 



publicado por paulo prudêncio às 10:02 | link do post | comentar | partilhar

Quinta-feira, 13.10.16

 

 

 

É, no mínimo, muito interessante. Conheço, naturalmente e há muito, a obra musical, mas era um nome que não imaginava para o Nobel da Literatura. Se isto significa uma "qualquer mudança dos tempos" é que já me recuso a concluir. Bem, o planeta gira diariamente, mas não é a isso que me refiro.

 

Captura de Tela 2016-10-13 às 17.51.55

 



publicado por paulo prudêncio às 17:52 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Quinta-feira, 18.08.16

 

 

 

  

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 20:50 | link do post | comentar | partilhar

Segunda-feira, 15.08.16

 

 

 

 

A localização do auditório de ar livre, a poucos metros da marginal de Cascais, é privilegiada. A noite estava quente, de céu limpo e estrelado, e com algum vento. Richard Galliano, uma lenda viva, e Sylvain Luc já brilhavam. Até o som do vento que agitava a abundante vegetação parecia orientado pelos músicos. Três pessoas sentadas a meu lado, duas mulheres e um homem entre os 40 e os 50, não largavam os telemóveis. À terceira música percebi que jogavam o tal de Pokémon Go (nem assim me despertou a curiosidade). Tiveram um momento alto: disputaram a caça de um alojado debaixo da cadeira da frente. De gatas, num eufórico silêncio, a mulher mais próxima foi, ao que percebi, a triunfadora daquele alvo virtual. Ainda fiquei com uma dúvida: seriam mais uns bilhetes Galp?

 

imrs.php.jpeg

 



publicado por paulo prudêncio às 14:49 | link do post | comentar | partilhar

Sábado, 13.08.16

 

 

 

 

 

Mais logo; Parque Palmela; Cascais



publicado por paulo prudêncio às 10:01 | link do post | comentar | partilhar

Quarta-feira, 03.08.16

 

 

 O modo Fenprof.

  

15216383_nqykI.jpeg

 

 Quino



publicado por paulo prudêncio às 09:59 | link do post | comentar | partilhar

Sexta-feira, 29.07.16

 

 

 

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 14:07 | link do post | comentar | partilhar

Sexta-feira, 22.07.16

 

 

 

image.jpeg

 

Concerto marcado para as 21h30 e início pontual; como sempre. Chegar ao largo do Teatro Nacional de S. Carlos pouco depois das 20h00 não foi suficiente. Cerca das 18h30 já não havia lugares frontais. Mas como o tempo, que nunca pára, também o lugar "ultrapassou" o ângulo de visão muito lateral. O som continuou perfeito. Via-se o movimento dos bastidores. Para além do referido no programa, a 5ª sinfonia de Beethoven tornou o concerto ainda mais memorável.

image.jpeg

 

21 de julho, 21h30

Orquestra Gulbenkian

Pedro Neves, direção musical; Mário Laginha, piano

Um programa de luxo, com destaque para a interpretação de Mário Laginha do seu Concerto para piano e orquestra, estreado em 2009 no 31.º Festival Internacional de Música do Algarve, que junta referências a Mozart, Beethoven, Prokofiev ou Ravel, mas também ao jazz e à música étnica.



publicado por paulo prudêncio às 12:00 | link do post | comentar | partilhar

Segunda-feira, 18.07.16

 

 

 

image.jpeg

 

A espera implicou observar em detalhe, e com tempo, a estátua de Pessoa com cabeça de livro.

 

image.jpg

 

Mas valeu a pena:

 

17 de julho, 21h30

Orquestra Sinfónica Portuguesa

Fantasia para Romeu e Julieta

Dinis Sousa, direção musical; Cristiana Oliveira, soprano; Airam Hernández, tenor.

Num concerto que evoca os 400 anos da morte de Shakespeare, ouvem-se peças inspiradas por Romeu e Julieta, a sua obra mais popular: Abertura Romeu e Julieta de Tchaikovski, Árias e duetos de Romeu e Julieta de Charles Gounod e Suites 1 e 2 de Romeu e Julieta de Prokofiev.



publicado por paulo prudêncio às 11:31 | link do post | comentar | partilhar

Quarta-feira, 22.06.16

 

 

 

Cortesia do Sérgio Moreira

 



publicado por paulo prudêncio às 10:45 | link do post | comentar | partilhar

Domingo, 03.04.16

 

 

 

 A 19ª edição do sempre imperdível JazzValado.

 

12792095_1311115912248260_8849052016127333018_o.pn

 



publicado por paulo prudêncio às 19:35 | link do post | comentar | partilhar


Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
Dá ideia que o Ministério Público tem dados para i...
Que professor é este que dá força á notícia e arra...
Nem mais. Tinha sido melhor adiar.
ligações
posts mais comentados
17 comentários
5 comentários
4 comentários
4 comentários
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

efemérides

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

subscrever feeds
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
mais sobre mim
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676