Em busca do pensamento livre.

Domingo, 14.05.17

 

 

 

Ir ontem a Lisboa era um risco, mais ainda ao fim da tarde com destino à zona do Saldanha. Havia a incógnita da crise do aeroporto (em 75 anos de existência, foi a primeira falha no abastecimento de combustível; também só desde 2013 é que os privados o gerem) e notava-se nas áreas de serviço da autoestrada a deslocação da multidão da nossa senhora de Fátima para a nossa senhora da Luz. Estacionar de imediato no parque gratuito do cinema Monumental e ver o muito bom filme, "A cidade perdida em Z", de James Gray, foi uma opção acertada e de alguma forma adequada. O filme recorda, embora seja uma adaptação da não-ficção de David Grann, as sagas Indiana Jones de Steven Spielberg. Não se excede na aura épica e está muito bem realizado e interpretado. À saída, já aquela zona de Lisboa se inundava de ruído e cânticos ensurdecedores enquanto o jovem Salvador Sobral, um talentoso jazzista de forte convicção, representava, num tom muito mais audível, com êxito inédito o país no festival europeu da canção em Kiev (qual cidade perdida em Z).

 

 



publicado por paulo prudêncio às 11:32 | link do post | comentar | partilhar

Domingo, 07.05.17

 

 

 

 

Michael Lauren All Stars estiveram ontem em grande plano na 20ª edição do mítico Festival de Jazz de Valado de Frades

 

 

 Pode saber mais aqui.

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 11:00 | link do post | comentar | partilhar

Domingo, 03.04.16

 

 

 

 A 19ª edição do sempre imperdível JazzValado.

 

12792095_1311115912248260_8849052016127333018_o.pn

 



publicado por paulo prudêncio às 19:35 | link do post | comentar | partilhar

Segunda-feira, 01.12.14

 

 

 

O concerto do trio Alexandre Frazão (bateria), Carlos Barreto (contrabaixo) e Bernardo Sassetti (piano) foi soberbo e abriu da melhor forma o JazzValado2011.

 

Há muitas possibilidades instrumentais para trios de jazz, mas a combinação escolhida é das que mais gosto de ouvir. Os temas faziam parte de um repertório que se iniciou em 1996.

 

Se me pusesse a eleger os melhores músicos para aqueles instrumentos, qualquer dos três seria uma das primeiras escolhas. O público esteve electrizante e em simbiose com os músicos. Tenho ideia que os encores se prolongaram por cerca de uma hora e isso diz tudo.

 

Pode ouvir o tema vagabundo.

 

 

(1ª edição em 9 de Abril de 2011)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 21:29 | link do post | comentar | partilhar

Sábado, 12.07.14

 

 

 

 

 

 

O concerto, de entrada livre, de António Pinho Vargas era às 20h00 (10 de Julho de 2014) no imperdível Museu Nacional Machado de Castro, em Coimbra, e tudo fizemos, e conseguimos, para chegarmos uns 15 minutos antes.

 

O concerto estava integrado no colóquio internacional "epistemologias do sul" organizado pelo CES da Universidade de Coimbra.

 

O local, belíssimo, foi uma óptima escolha e o clima condizia: céu limpo, boa temperatura e sem vento. Às 20h00 a "sala" estava lotada com excepção das três primeiras filas reservadas para as entidades do congresso.

 

 

 

 

 

Às 20h20 chegaram as primeiras pessoas destinadas às cadeiras reservadas e ouvi alguém da organização desabafar para uma delas: "está difícil segurar o pianista".

 

 

 

 

 

 

Às 20h40 chegaram as entidades onde se incluía quem tinha de discursar. Devo precisar que esta coisa do atraso repetiu-se no dia seguinte. Contarei os detalhes num próximo post que terá como título "Os 5ª Punckada no Pátio da Inquisição".

 

 

 

 

O extraordinário concerto começou de seguida e António Pinho Vargas esteve em elevadíssimo nível, se me permitem, com quatro temas.

 

 

 

 

 

No final do segundo tema, o compositor fez um discurso devastador para o desprezo em curso pelas políticas culturais. Referiu-se a um artigo recente do JL que o considerou o maior compositor português vivo e classificou-se um excluído há décadas por causa de temas "com a etiqueta jazz" como a "Dança dos Pássaros"; uma coisa menor, portanto. 

 

 

 

 

Foi com esse conhecido tema que abriu o concerto e confesso: sou um ouvinte compulsivo desta música de Keith Jarret, só posso sublinhar que somos um país sem emenda e se o caro leitor estiver para perder uns cinco minutos pode ouvir a tal dança no vídeo que se segue.

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 17:45 | link do post | comentar | ver comentários (12) | partilhar

Sexta-feira, 02.05.14

 

 

 

 

Começa hoje a 17ª edição do sempre imperdível Jazzvalado e não podia começar melhor.

 

 

"André Fernandes Quinteto

Participação no JazzValado em 02 de Maio de 2014 - 17º Festival

 

 

voz - Inês Sousa
guitarra e composição - André Fernandes
piano - Mário Laginha
contrabaixo - Demian Cabaud

bateria - Alexandre Frazão

 

"Estamos já habituados a que cada novo grupo de André Fernandes venha suscitar uma boa dose de interesse e curiosidade. 


De facto, o trajeto deste prodigioso guitarrista e compositor, que tem marcado significativamente o cenário do jazz luso ao longo da última década, tem-se pautado por uma sequência de projetos que, independentemente do seu inerente valor, jamais deixariam adivinhar o que se lhes poderia seguir.!

E não foi diferente com este Wonder Wheel. Diria mesmo que esta nova surpresa é ainda maior do que todas as anteriores. Talvez porque mais próxima do universo da pop, a nova música de André Fernandes é porventura menos complexa, mas nem por isso menos rebuscada, do que a de várias das suas anteriores aventuras, ao mesmo tempo que, exatamente em virtude da sua maior aproximação à esfera da pop, nos soa mais rica e detalhada sob o ponto de vista textural.!

Um dos aspetos responsáveis por essa riqueza advêm, sem dúvida, do contributo de Inês Sousa, uma cantora sobejamente original, com uma voz meticulosamente modulada e um precioso ouvido musical, que se coaduna de modo perfeito à música tipicamente ampla e aberta de Fernandes. 

Mais interessante ainda é que Inês Sousa recuse a acomodar-se à estética hoje tão em voga na utilização da voz feminina no jazz. Quando tantas cantoras se esforçam por soar como um instrumento, Inês soa, muito naturalmente, como isso mesmo, como mais um músico numa banda feita de instrumentistas superiores.!

De facto, André Fernandes, Mário Laginha, Demian Cabaud e Alexandre Frazão constituem uma espécie de fina flor do nosso jazz, que se dedica da forma mais inspirada à música escrita (ou selecionada, como no caso de uma tocante releitura de “Lilac Wine”) pelo guitarrista para este seu novo projeto. Eis um grupo que, com toda a certeza, dará que falar nos tempos que aí vêm.”!

 

Paulo Barbosa!"

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 14:11 | link do post | comentar | partilhar

Quarta-feira, 05.03.14

 

 

 

 

Começou no vinil, passou pelo cd e continuou no ipod, mas uma coisa passageira nos ouvidos obrigou a algum juízo com os sons. É um dos cd´s com lugar permanente no automóvel.

 

Este álbum de Keith Jarret é um dos meus sons preferidos. Sei que é exorbitante dizer isto, mas é assim. É um dos álbuns da minha vida. Quanto mais o ouço mais o coração o soletra. 

Com um piano “apenas” - dizem que estava desafinado - Keith Jarrett leva-nos ao cume. Sem pauta e improvisando durante uma hora, os sons têm uma harmonia incomparável. Se não fosse o que está escrito, pensaríamos que o concerto foi gravado numa sala com uma ímpar acústica e não ao ar livre. 

Gravado em 1975, com influências de jazz, soul e gospel, é música que nunca cansa. Tem intensos momentos de verdadeiro estremeção. Só ouvindo. Fique com uma parte. 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 11:31 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Sexta-feira, 03.05.13

 

 

 

 

Começa hoje a 16ª edição do sempre imperdível Jazzvalado.

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 11:52 | link do post | comentar | partilhar

Terça-feira, 01.01.13

 

 

 

 

 

 

Conseguimos, finalmente, "estrear" as recuperadas instalações do Hot Club de Portugal e ouvimos a apresentação do CD do Sintra Project com 5 excelentes músicos (permitam-me destacar o pianista Daniel Bernardes que não está no vídeo): Ricardo Pinto (trompete e flugel), Bruno Margalho (saxofone alto), Daniel Bernardes (piano), António Quintino (contrabaixo) e Rui Pereira (bateria).

 

 

 


tags: ,

publicado por paulo prudêncio às 21:40 | link do post | comentar | partilhar

Terça-feira, 06.11.12

 

 

 

 

A excelente Big Band da Nazaré vai gravar ao vivo no CCC das Caldas da Rainha no dia 10 de Novembro às 21h30.

 

 

 

"Depois de um percurso de 13 anos, esta formação vai enfrentar o grande desafio de gravar um CD ao Vivo!

Por isso, este será um concerto muito especial, também porque contará com alguns convidados que de alguma forma já colaboraram com a formação.

Esta Big-Band fez Concertos em Portugal, Espanha, Bélgica e Alemanha, destacando-se a participação no Festival de Jazz de Ponte-Vedra, Festival de Música de Medina del Campo, Jazz às Quintas no CCB, Festival de Jazz da Alta Estremadura, Festival de Jazz de Aljustrel, Festival de Jazz de Portalegre, Festa do Jazz no Teatro S. Luís, nos Encontros de Jazz de Évora (com Carlos Martins como convidado), no Festival de Tomar, Palco 1º de Maio da Festa do Avante, no Hot Club de Portugal, Bflat em Matosinhos, no Festival “A Arte da Big Band”, Lisboa e no Portugal Jazz em diversas localidades.

O lançamento do primeiro CD decorreu na apresentação feita no 2º Festival Internacional de Big Band’s realizado em Julho de 2003 na Nazaré, tendo como convidada a cantora Joana Rios e em 2005 no 4º Festival, um concerto com a cantora Jacinta.

O segundo CD, “Filme”, editado em 2006, e o terceiro “10 Anos”, editado em 2009, são a mostra da evolução musical desta formação e têm recebido os melhores elogios da crítica especializada, tendo sido discos em destaque em alguns programas de rádio e revistas dedicadas ao jazz."

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 14:57 | link do post | comentar | partilhar

Sexta-feira, 11.05.12

 

 

Acabei agora de ver na RTP2 (pode ver dois temas no vídeo que encontrei) o emocionante concerto para três pianos dos grandes Bernardo Sasseti, Mário Laginha e Pedro Burmester. Faz hoje uma semana que vi, em Valado de Frades, mais um inesquecível trio de jazz: Alexandre Frazão (bateria e não é por acaso que tocou com Sasseti e Laginha), Bernardo Moreira (contra-baixo) e Mário Laginha (piano). Tocaram temas, que encontra no youtube, da homenagem a Chopin e do álbum Espaço. É um dia muito triste para o jazz e imagino o ambiente no concerto do dia em Valado de Frades onde não pude estar e com muita pena.

 



publicado por paulo prudêncio às 22:09 | link do post | comentar | partilhar

 

 

 (1ª edição em 9 de Abril de 2011)

 

 

O concerto do trio Alexandre Frazão (bateria), Carlos Barreto (contrabaixo) e Bernardo Sassetti (piano) foi soberbo e abriu, ontem, da melhor forma o JazzValado2011.

 

Há muitas possibilidades instrumentais para trios de jazz, mas a combinação escolhida é das que mais gosto de ouvir. Os temas faziam parte de um repertório que se iniciou em 1996.

 

É um trio que não se deve perder. Se me pusesse a eleger os melhores músicos para aqueles instrumentos, qualquer dos três seria uma das primeiras escolhas. O público esteve electrizante e em simbiose com os músicos. Tenho ideia que os encores se prolongaram por cerca de uma hora e isso diz tudo.

 

Pode ouvir o tema vagabundo.

 

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 15:30 | link do post | comentar | ver comentários (3) | partilhar

Sexta-feira, 04.05.12

 

 

 

 

Apesar de continuar numa sala de que gosto menos, o célebre JazzValado continua imperdível e começa hoje. A simpática vila de Valado dos Frades continua a marcar o panorama do jazz nacional. A 15ª edição tem um excelente programa e não vou perder o trio da estreia.



publicado por paulo prudêncio às 09:22 | link do post | comentar | partilhar

Sábado, 26.11.11

 

 

O primeiro álbum dos "The Pulse" fez-me companhia nas últimas viagens a Lisboa. Recomendo mesmo. É música muito bem conseguida. Os nossos jovens continuam a escolher as artes para a afirmação da sua profissionalidade e talento. Os temas, e a voz, são da Joana Alegre. Partilho dois vídeos. O primeiro é do clube da fans dos The Pulse e o segundo inicia-se com um tema que fica no ouvida na primeira audição.

 

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 09:24 | link do post | comentar | ver comentários (4) | partilhar

Segunda-feira, 07.11.11

 

 

Um dos melhores tubistas da actualidade.

 

Cortesia do Sérgio Moreira.


publicado por paulo prudêncio às 09:47 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Segunda-feira, 10.10.11

 

 

A última frase do post é lindíssima: "Neste filme, a vida é superior à arte".

 

MEIA-NOITE EM PARIS



publicado por paulo prudêncio às 12:19 | link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Sexta-feira, 08.04.11

 

 

 

 

Apesar de ter mudado para uma sala de que gosto muito menos, o célebre JazzValado continua imperdível e começa hoje. A simpática vila de Valado dos Frades continua a marcar o panorama do jazz nacional. A 14ª edição tem um excelente programa e não vou perder o trio da estreia.

 

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 18:41 | link do post | comentar | partilhar

Sexta-feira, 05.09.08

 

 


Estava a ler o suplemento ípslon do jornal público, quando dou com uma entrevista ao melhor tocador de tuba que conheço: o Sérgio Carolino.

"Com ele, a tuba deixou de ter impossíveis. Já não é apenas o instrumento mais difícil de transportar da banda filarmónica. Agora a tuba pode apanhar os ritmos do novo jazz. Ou ser requisitada para a mais arriscada música contemporânea. Um dos maiores tocadores de tuba do mundo é português."

Pois é. O Sérgio Carolino é o responsável pelo recital mais surpreendente que ouvi na minha vida: inesquecível e de todo inesperado.

Decorria o ano de 2002, salvo erro, estávamos em período de transição entre anos lectivos. A minha escola estava muito quieta, sem alunos, e as tarefas de gestão eram, como sempre, de grande exigência. Para harmonizar a atmosfera, realizava-se um curso de verão organizado pelo conservatório local: uma semana preenchida pelo fascinante ruído dos instrumentos musicais com a habitual realização de recitais nocturnos promovidos pelos docentes do curso.

A fadiga era tanta, que raramente acedíamos ao generoso e circunstancial convite. Um dia não resistimos ao apelo. O memorável recital realizou-se num salão de uma colectividade local. Três tubas: uma delas comandada pelo Sérgio Carolino. Durou mais de uma hora e ainda hoje recordo o meu espanto: como é possível fazer isto com uma tuba?

Encontrei um "encore" com dois minutos e quarenta e sete segundos. Não resista, sei que de início custa um bocado - este músico não está bem -, mas depois... bem, depois... Agora imagine: uma hora, três tubas e uma empatia crescente com a surpreendida audiência.


 



publicado por paulo prudêncio às 09:19 | link do post | comentar | ver comentários (10) | partilhar


Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
E já conhecida há décadas, embora sem "reconhecime...
tão verdade.
"On bullshit" e ponto final.
E está difícil sair daí.
Vamos acompanhando.
ligações
posts mais comentados
10 comentários
4 comentários
3 comentários
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

efemérides

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

subscrever feeds
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
mais sobre mim
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676