Em busca do pensamento livre.

Sexta-feira, 08.09.17

 

 

 

 

A distribuição do serviço dos professores obedece, há quase duas décadas, a uma "impensada" legislação. A história tem muitas variáveis. Começou com a positiva eliminação (1998) das horas extraordinárias em benefício da contratação de novos professores. Embalados pela solução, os governantes começaram a impor o seguinte: um grupo disciplinar com 5 professores, com horários de 20 horas lectivas e turmas com 5 tempos semanais (portanto, 4 turmas por professor), distribui 20 turmas do seguinte modo: 4 para turmas por professor. Se no ano seguinte existirem 15 turmas, não são distribuídas 3 por professor: serão 4 para o mais graduado, 4 para o segundo, 4 para o terceiro, 3 para o quarto e 0 para o quinto (horário zero). Basta pensar um bocado para perceber o rol de incongruências que se estabelece, uma vez que, e por exemplo, a quebra de turmas em algumas disciplinas raramente não se verifica nas escolas da mesma região. Os resultados financeiros não são significativos na relação com os prejuízos profissionais e organizacionais. Se substituirmos professores por engenheiros ou médicos e turmas por pontes ou cirurgias, vemos ainda melhor a incongruência. Se 2 engenheiros supervisionam 10 pontes num ano, ficam com 5 para cada um (suponhamos que é o limite máximo). Se no ano seguinte existirem 6 pontes a supervisionar, cada um fica com 3 e não 5 para o mais graduado e 1 para o menos. É este "impensado" que está na origem das presentes injustiças nas colocações de professores.

 

Ou seja, os detalhes são importantes.

IMG_1457

 haia, agosto de 2017



publicado por paulo prudêncio às 21:57 | link do post | comentar | partilhar

Quinta-feira, 07.09.17

 

 

 

 

"O número de professores que requereu a reforma é o mais baixo de sempre", concluía-se novamente num debate radiofónico. Repitamos: a causa está identificada: a idade da reforma está nos 66 anos com penalizações indecorosas nas antecipações, num grupo profissional que se reformava entre os 56 e os 58 (52 no pré-escolar e 1º ciclo) com 35 anos de serviço.

Como a degradação da carreira está inamovível - congelamentos, componente não lectiva em modo inútil, "legislês" nas reduções por idade, mais turmas com mais alunos em horários ao minuto, hiperburocracia, concursos com injustiças e horários zero -, temos os professores à beira de um ataque de nervos (há muitas escolas em que os mais jovens têm mais de 40 ou 50 anos de idade) quando se aproxima outro recomeço.

 

esperar sentado

 Imagem obtida na internet

sem referência ao autor

 

2ª edição



publicado por paulo prudêncio às 10:12 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Quinta-feira, 31.08.17

 

 

 

 

Cópia de perfil03

 

#banksy

 

@mariadocéu

 



publicado por paulo prudêncio às 18:04 | link do post | comentar | partilhar

Sexta-feira, 25.08.17

 

 

 

 

Captura de Tela 2017-08-22 às 13.10.57

 

Johannes Vermeer.

"A Leiteira" representa uma leiteira, de facto, uma empregada de cozinha.

É uma das mais importantes obras de Veermer.

Museu Rijksmuseum, Amsterdão, Agosto de 2017

 

IMG_0470

 



publicado por paulo prudêncio às 13:11 | link do post | comentar | partilhar

Terça-feira, 22.08.17

 

 

 

 

IMG_0489

 

Johannes Vermeer, "Rapariga com Brinco de Pérola" (holandês: Het Meisje met de Parel).

É várias vezes classficado como "Mona Lisa holandesa" ou "Mona Lisa do Norte".

Foi um pintor "eleito" por Marcel Proust.

Museu Mauritshuis, Haia, Agosto de 2017

 

IMG_1426

 



publicado por paulo prudêncio às 11:45 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Segunda-feira, 21.08.17

 

 

 

 

Captura de Tela 2017-08-21 às 11.37.55

 

Rembrandt van Rijn, The Anatomy Lesson of Dr Nicolaes Tulp, 1632

Foi com este célebre quadro que Rembrandt se apresentou, e se afirmou, em Amesterdam. Para além de outros detalhes, os alunos deixaram de estar alinhados e o olhar divergia: para o professor, para o livro aberto, para o objecto de estudo e até para a "objectiva". E claro: todos estavam iluminados.

Museu Mauritshuis, Haia, Agosto de 2017



publicado por paulo prudêncio às 11:38 | link do post | comentar | partilhar

Sábado, 19.08.17

 

 

 

 

IMG_1586

 

 da água e do vento

@mariadocéu



publicado por paulo prudêncio às 10:42 | link do post | comentar | partilhar

Quarta-feira, 16.08.17

 

 

 

IMG_0501

 



publicado por paulo prudêncio às 15:00 | link do post | comentar | partilhar

Segunda-feira, 14.08.17

 

 

 

IMG_0493



publicado por paulo prudêncio às 16:19 | link do post | comentar | partilhar

Segunda-feira, 07.08.17

 

 

 

 

19777942_ZLcLy

 



publicado por paulo prudêncio às 10:25 | link do post | comentar | partilhar

Quinta-feira, 27.07.17

 

 

 

IMG_0457

 

Concerto às 21h30. Passámos pelo largo do Teatro Nacional de S. Carlos às 18h30 e já só havia dois lugares na zona frontal. Não os perdemos. Revezámo-nos até à hora marcada. O tempo é imparável e o lugar "ultrapassou" as melhores expectativas. O som esteve perfeito. Para além do referido no programa, o "Va, Pensiero" (vídeo mais abaixo), de uma beleza comovente (não ligue, acabei de ver o episódio 10 da série, RTP2, "Amor em Berlim" e estou emocionadíssimo), tornou o concerto inesquecível. Se a pontualidade é a regra, e foi cumprida no início, o concerto não durou pouco mais de uma hora como anunciado: foram mais de duas e ainda bem.

 

IMG_0458

 

22.07 sábado, 21:30

Em pouco mais de uma hora, um autêntico Festival Verdi que se inicia e culmina com Nabucco, um dos seus maiores êxitosCristiana Oliveira sopranoRoland Wood barítonoAndrea Sanguineti Direção MusicalCoro do Teatro Nacional de São CarlosGiovanni Andreoli Maestro TitularOrquestra Sinfónica PortuguesaJoana Carneiro Maestrina Titular

 

Giuseppe Verdi (1813-1901)

NabuccoAbertura 

ErnaniSi ridesta il leon di Castiglia

Il CorsaroAlfin questo corsaro… cento leggiadre vergini

MacbethPatria opressa

RigolettoTutte le feste al tempio… Sì, vendetta

Il TrovatoreVedi le fosche notturne spoglie

La traviataAddio del passato

I Vespri SicilianniAbertura

Un ballo in MascheraEri tu che macchiavi

La Forza del DestinoLa Vergine degli angeli

Simone BoccanegraCome in quest’ora bruna

Don CarloO Carlo ascolta

AidaGloria all’Egitto ad Iside

OtelloAve Maria

FalstaffÈ sogno o realtá?

NabuccoVa, pensiero

 

 



publicado por paulo prudêncio às 10:17 | link do post | comentar | ver comentários (7) | partilhar

Domingo, 16.07.17

 

 

 

"Viaje segundo um seu projecto próprio, dê mínimos ouvidos à facilidade dos itinerários cómodos e de rasto pisado, aceite enganar-se na estrada e voltar atrás, ou pelo contrário, persevere até inventar saídas desacostumadas para o mundo"

 

José Saramago,

Viagem a Portugal (Apresentação)

 

17099283_u5reL

Imagem encontrada algures na rede sem referência ao autor.

 



publicado por paulo prudêncio às 15:48 | link do post | comentar | partilhar

Terça-feira, 20.06.17

 

 

 

 

neste Horto de incêndios,
onde chamas ceifam vidas,
não há fogo no coração dos homens,
que não se cansam de chamar a guerra.

 

 

 

Imagem de Rui Duarte Silva

Expresso

 

mw-960

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 16:21 | link do post | comentar | partilhar

Sexta-feira, 16.06.17

 

 

 

 

 

IMG_0421

 

Viagem a S. Martinho do Porto

12 de Junho de 2017

Alunos do 6D (faltam 12) da EBI Santo Onofre



publicado por paulo prudêncio às 10:00 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Quarta-feira, 10.05.17

 

 

 

 

 

 

mw-960

 

Requer atenção, muita atenção, às faces e aos detalhes.

Imagem encontrada na internet sem referência ao autor.



publicado por paulo prudêncio às 17:41 | link do post | comentar | partilhar

Sexta-feira, 28.04.17

 

 

 

Trump já se arrependeu da candidatura. Tem saudades da vida anterior. Aborrece-se por não fazer o que quer. O exercício presidencial é muito mais difícil do que imaginou.

Quando a segunda guerra mundial terminou, a sensatez predominou; principalmente na Europa. Não se admitia o ressurgimento de qualquer forma de ditadura. Para além disso, o apocalíptico nuclear jamais se usaria. A sua existência era apenas um argumento para a paz. Só que passadas as gerações de Hiroxima, os novos senhores da guerra, como Trump e o Sol da Coreia do Norte, eliminaram da mente a história do horror e ameaçam com o nuclear.

E é isto. Na História, o passado nunca é irrepetível. Hiroxima deve ter mais presença mediática e escolar. O medo faz falta e a ideia de que os governantes com acesso ao botão nuclear são sempre sensatos é arriscada. Há, desde logo, uma missão para a ONU: salvar o Homem da sua loucura.

 

Bomba Atomica tsar czar 2

 

 



publicado por paulo prudêncio às 16:58 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Sexta-feira, 21.04.17

 

 

Um título sugestivo como manual para a sobrevivência no estado organizacional das escolas portuguesas. Mas a leitura transporta-nos para outras paragens. É uma obra interessante.

 

image

 

image

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 10:27 | link do post | comentar | partilhar

Segunda-feira, 17.04.17

 

 

 

 

ip1

 

Daqui



publicado por paulo prudêncio às 10:04 | link do post | comentar | partilhar

Sábado, 15.04.17

 

 

 

 

 

editoras-universitarias-sao-premiadas-no-jabuti-2015-41592.png

 

Daqui



publicado por paulo prudêncio às 10:02 | link do post | comentar | partilhar

Sexta-feira, 14.04.17

 

 

 

Gosto de rever museus. Não me importo quando uma viagem se resume a esses espaços, aos alojamentos e a curtos passeios. A revisão permite aprender mais e atenua a busca do tempo perdido. O acervo do Prado é o que se sabe, mas permitam-me que escolha o tríptico "The Garden of Earthly Delights" de Hieronymus Bosch (El Bosco em espanhol), que justificou uma sessão interessante no último Folio de Óbidos.

 

17353044_vlr8I

 

Bosh, Museu do Prado. (este vídeo ajuda)

 

internet permite saber muito mais. Basta googlar.

Contudo, a presença física continua insuperável.

 

1ª edição em 15 de Outubro de 2016



publicado por paulo prudêncio às 16:32 | link do post | comentar | ver comentários (5) | partilhar


Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
Nada a agradecer.
O concurso permitirá, ao QE concorrer de novo?Sim,...
Mas não se aprende nada? Já no concurso de profess...
Muito Kafkiano, mesmo.
Teoria conspirativa: futuramente, os docentes serã...
subscrever feeds
mais sobre mim
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
ligações
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

efemérides

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

posts mais comentados
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676