Em busca do pensamento livre.

Terça-feira, 28.02.17

 

 

A muito boa exposição, "José de Almada Negreiros: uma maneira de ser moderno", "está patente no Fundação Calouste Gulbenkian" até 5 de Junho de 2017 e requer mais do que uma visita tal a diversidade da obra; e as filas de espera. "Esta exposição antológica mostra a obra de um artista que catalisa a vanguarda nos anos 1910 e atravessa todo o século XX."

"Isto de ser moderno é como ser elegante: não é uma maneira de vestir mas sim uma maneira de ser. Ser moderno não é fazer a caligrafia moderna, é ser o legítimo descobridor da novidade."

José de Almada Negreiros, conferência O Desenho, Madrid 1927

 

Captura de Tela 2017-02-27 às 20.43.22

 



publicado por paulo prudêncio às 09:42 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Domingo, 21.08.16

 

 

  

Fotografei este rinoceronte (uma bela escultura) em Agosto de 2013 nos jardins da Gulbenkian. Tem uns amarelos que não se vêem bem (o corno, uma sela de "cavalo" no dorso e outros detalhes). Já se sabe: o rinoceronte tem uma reduzida visão periférica e quando aponta é difícil corrigir a trajectória; nem sequer vai a tempo de emendar um erro. Neste caso, está parado, "enjaulado" numa selva urbana e pronto a ser cavalgado. Que destino, realmente.

 

15595767_4yYyr.jpeg

 



publicado por paulo prudêncio às 17:19 | link do post | comentar | partilhar

Terça-feira, 16.08.16

 

 

 

 

A Casa das Histórias Paula Rego, desenhada por Souto Moura, consolida-se como um espaço obrigatório.

 

image.jpeg

 

As oito salas - são nove, mas a sala zero recebe obras de pintores influenciados por Paula Rego - apresenta a exposição Old Meets New (Paula Rego). O encontro de perdição começa com o tríptico "família" que pode ver de seguida.

 

image.jpeg

 

 



publicado por paulo prudêncio às 23:17 | link do post | comentar | partilhar

Sábado, 04.04.15

 

 

 

 

 

boticas.JPG

 

 

Boticas. Trás-os-Montes. Março de 2015. Fotografia tirada do 1º andar do Centro de Artes Nadir Afonso. Estava sentado dentro do bloco que se vê na imagem abaixo. Num autêntico dia de verão, à visita seguiram-se uns inesquecíveis pregos no pão com carne barrosã.

 

cartena.jpg

 

Este post será também o dia 1 do desafio proposto pelo Paulo Guinote no facebook: colocar uma paisagem por dia, durante 3 dias e, por cada uma, desafiar 3 amigos. 



publicado por paulo prudêncio às 11:55 | link do post | comentar | ver comentários (5) | partilhar

Domingo, 07.09.14

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Painéis de São Vicente."

Atribuído a Nuno Gonçalves.

Museu Nacional de Arte Antiga.

Agosto de 2014. Lisboa.

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 11:10 | link do post | comentar | partilhar

Segunda-feira, 18.08.14

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Celestino Mudaulane (Moçambique). "O mundo dos contrastes".

Exposição "Artistas comprometidos? Talvez".

Fundação Calouste Gulbenkian, Agosto de 2014.

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 09:41 | link do post | comentar | partilhar

Sábado, 17.08.13

 

 

 

 

"Sob o signo de Amadeo. Um século de arte", é uma exposição imperdível na Fundação C. Gulbenkian.

 

 

Retive muitas imagens.

 

 

O "Papa Vermelho" (não registei o autor), com o símbolo do poder no local mais ou menos exacto, e um retrato da sociedade de 1910 (José de Almada Negreiros), em que, um século depois, estão por lá quase todos os que andam por aí, são dois quadros inesquecíveis.

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 09:28 | link do post | comentar | partilhar

Quarta-feira, 02.01.13

 

 

 

 

 

 

 

Migração de Patos, 1924 - Johannes Larsen, Dinamarca (1867-1961)

Crédito fotográfico: SMK Foto. Statens Museum for Kunst

© Johannes Larsen, Copy-Dan, 2012

Óleo sobre tela 182 x 262 cm Folketinget, Copenhaga Inv. A 0069






Uma exposição a não perder na Fundação C. Gulbenkian até 27 de Janeiro de 2013.

 

"O mar é o tema central da exposição que o Museu Calouste Gulbenkian vai apresentar a partir do dia 26 de outubro, na Galeria de Exposições Temporárias da Fundação. Em exposição vão estar mais de uma centena de obras, dos séculos XVI ao XX, provenientes de 51 instituições nacionais e estrangeiras, com o apoio excecional do Museu d’Orsay.

Partindo de uma sondagem histórica da representação visual do mar, a mostra procura identificar os temas fundadores que levaram à sua extensa e recorrente representação na pintura ocidental. A exposição desenvolverá o conceito que dá título ao projeto em seis secções distintas: A Idade dos Mitos; A Idade do Poder; A Idade do Trabalho; A Idade das Tormentas; A Idade Efémera; A Idade Infinita.

Van Goyen, Lorrain, Turner, Constable, Friedrich, Courbet, Boudin, Manet, Monet, Signac, Fattori, Sorolla, Klee, De Chirico, Hopper, são alguns dos 89 autores presentes na exposição com obras de superior qualidade. Também a pintura portuguesa, através de Henrique Pousão, Amadeo de Souza-Cardoso, João Vaz, Maria Helena Vieira da Silva e Menez, entre outros, contribuirá para esta abordagem exaustiva e por vezes inesperada de um motivo tão fascinante – e simultaneamente com especial significado na história e cultura portuguesas."

 





publicado por paulo prudêncio às 16:08 | link do post | comentar | partilhar

Domingo, 19.08.12

 

 

 

 

 

Pode vê-lo aqui.



publicado por paulo prudêncio às 19:20 | link do post | comentar | partilhar

 

 

 

 

Na imperdível exposição patente no Teatro Nacional de S. Carlos pode ver-se uma caricatura de Maria Callas. Fiz um vídeo de um minuto, devidamente autorizado, que retrata uma parte da atmosfera da exposição.

 



publicado por paulo prudêncio às 13:22 | link do post | comentar | partilhar

Sábado, 23.06.12

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 22:10 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Sexta-feira, 28.01.11

 

 

Cortesia da Isabel Seno (um vídeo para ver e reflectir).

 


 



publicado por paulo prudêncio às 08:55 | link do post | comentar | partilhar

Segunda-feira, 15.02.10

 

Foi daqui

 

 

 

 

Devo ter comido (e saboreado com um imenso prazer) pão em quase todos os dias da minha vida, mas tenho ideia que só através duma "pincelada", confesso-o, é que olhei para esse inigualável alimento com a devida atenção; é o papel da cultura, digamos assim.

 

A "pincelada" é uma rubrica do sítio na internet da Escola Básica Integrada de Santo Onofre e nasceu algures no século passado: em 1997 ou 1998. O ebionofre.pt impôs-se como uma referência no âmbito dos sites escolares e conseguiu concretizar os seus desígnios iniciais: ser simples e intuitivo, estar sempre actualizado e servir a comunidade educativa como uma verdadeira valência de "front office". Mas tinha mais: a tal "pincelada", por exemplo, onde encontrei uma excelente exposição digital sobre o pão, com imagens e textos de rara beleza. Fui à procura da ligação mas não a encontrei, embora a "pincelada" continue a recomendar-se; vai lá ter se clicar aqui.

 

E lembrei-me do pão por causa de outro fenómeno curioso. Nunca me passou pela cabeça fazer pão em casa, mas o advento das tecnologias permite-me, com uma logística de poucos minutos, saborear uma variedade de exemplares que deixam qualquer um rendido: branco, com sementes, brioche, francês, sei lá. As voltas que a vida pode dar, realmente.

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 17:35 | link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar

Segunda-feira, 31.08.09

 

Foi daqui.

 

 

Está patente na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, e até ao final do mês de Setembro de 2009, uma exposição com obras do pintor Henri Fantin-Latour.

 

Quem gosta de naturezas mortas - não é o meu caso, confesso - e de retratos não deve perder esta exibição. Encontrei um site, aqui, que faz uma boa abordagem a uma obra que tem estado afastada do grande público.



publicado por paulo prudêncio às 13:38 | link do post | comentar | ver comentários (3) | partilhar

Quinta-feira, 13.08.09

 

(imagem registada com o meu telemóvel,

devidamente autorizada,

numa exposição)

 

 



publicado por paulo prudêncio às 08:17 | link do post | comentar | partilhar


Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
comentários recentes
Oh Caríssimo Mário. Muito obrigado. Quem diria. Re...
Muito obrigado António. É bom integrar uma blogosf...
Caro Paulo,Parabéns que felizmente se repetem ano ...
Parabéns ao Correntes, que julgo ser o decano da b...
podem não aumentar salários mas têm de permitir pr...
Muito obrigado pelas palavras Miguel e aquele abra...
ligações
posts mais comentados
5 comentários
2 comentários
1 comentário
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

efemérides

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

subscrever feeds
arquivo
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676
mais sobre mim