Em busca do pensamento livre.

Domingo, 07.05.17

 

 

 

É inegável que a eleição de Macron representa a esperança numa alternativa que mantenha o estado social e a paz na Europa. A globalização associada aos offshores colocou as multinacionais num plano financeiro impossível de controlar nos territórios limitados dos governos; mesmo nos blocos como a Europa. A revolução tecnológica acentuou o domínio do financeiro em simultâneo com a afirmação das ideologias que capitalizaram numa Europa instabilizada pelos fluxos migratórios. O europeísmo entrou em crise. Como disse o filósofo francês Dominique Wolton, "a finança capturou a economia e a economia capturou a política". A Europa procura uma alternativa política para sobreviver e Macron renova a sentimento que há cinco anos acompanhou a eleição de Hollande. Desta vez, a decadência europeia está mais evidente depois da vitória do Brexit (e de Trump nos EUA?), agravada com os fracassos do citado Hollande, mas também de Renzi na Itália ou de Tsipras na Grécia. Contudo, existe a esperança portuguesa e adensa-se a expectativa com o que pode acontecer na Alemanha. Macron pode ser um passo em frente.



publicado por paulo prudêncio às 11:28 | link do post | comentar | ver comentários (4) | partilhar

Quinta-feira, 04.05.17

 

 

 

 

1128850

Cópia de 1128850

 

Luís Afonso



publicado por paulo prudêncio às 18:23 | link do post | comentar | partilhar

 

 

 

Dá ideia que "Macron tem a vitória assegurada". Há várias conclusões do processo eleitoral francês para quem viu o debate de ontem. Há uma evidência: o ultraliberalismo defendido pelos 1% vai vencendo em toda a linha. Macron, que é o continuador de Hollande, ganhará porque se encostou ainda mais aos ultraliberais (Varoufakis parece que lhe chama progressista, o que não deixa de surpreender) e já só debate com uma extrema-direita que não atinge com contundência em termos ideológicos. Deve ser tacticamente aconselhado. É este o estado crítico da social-democracia que tem uma qualquer ténue esperança em Portugal. Há todo um futuro ideológico por desenhar, que vai da globalização à defesa do estado social e passará pela revolução tecnológica e pelos fluxos migratórios. Claro que haverá sempre a imprevisibilidade provocada por conflitos armados que têm uma antecipação tão difícil como a vida ideológica dos 99%.



publicado por paulo prudêncio às 10:02 | link do post | comentar | ver comentários (6) | partilhar

Quarta-feira, 22.03.17

 

 

 

Se os eleitores ficarem "totalmente" indiferentes à banalização do mal ou da mentira, uma democracia deve preocupar-se com a saúde. Há muito que se teme o fenómeno. É que um dia os eleitores "acordam" e viram-se para fora do mainstream.

As declarações do presidente do Eurogrupo são muito graves. É incontestável. É muito mau para a Europa. Mas há quase três anos declarou um mestrado com uma designação que não existia. Podia ser engano administrativo. Não foi. Não tinha esse grau académico, mas administrativamente continuou como presidente do Eurogrupo. A Europa está administrativamente assim. Se olharmos para a hecatombe moral dos políticos mainstream franceses com as suas legalidades administrativas, só por muita sensatez dos eleitores é que podemos esperar a derrota da extrema-direita francesa.

 

18856925_e8ljY

 



publicado por paulo prudêncio às 17:30 | link do post | comentar | partilhar

Quarta-feira, 08.02.17

 

 

 

O Expresso noticia a crise de crescimento eleitoral da extrema-direita francesa. Dá ideia que Le Pen não capta votos acima, quando muito, dos 38%. Se olharmos para os recentes exemplos do Brexit e de Trump, e considerando, obviamente, os diferentes contextos, espera-se que não se repitam os clamorosos erros das sondagens.

"O candidato independente Emmanuel Macron deverá ser eleito Presidente da França a 7 de maio, com quase o dobro dos votos da candidata de extrema-direita da Frente Nacional, segundo continuam a indicar as sondagens que a Opinionway faz diariamente."

 

Captura de Tela 2017-02-08 às 18.15.44

 



publicado por paulo prudêncio às 18:17 | link do post | comentar | partilhar


Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
a secretária de estado da administração pública nu...
confesso que, egocentricamente, esperava não ser a...
Tudo o que envolva valorização financeira dos prof...
Muitos bom este comentário, se me permite. Obrigad...
E parece uma queda a um ritmo mais acelerado do qu...
Percebo. É matéria complexa. Esse nivelamento podi...
subscrever feeds
mais sobre mim
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
ligações
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

luís afonso

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

posts mais comentados
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676