Em busca do pensamento livre.

Terça-feira, 31.10.17

 

 

 

 

Parece que os "assaltantes de Tancos devolveram uma caixa a mais". É risível, realmente. Fiz "oito posts sobre Tancos" e ponto final. Veremos o que sentencia a investigação em curso (?). Lembrei-me disto por causa das agendas mediáticas. Os "assaltantes" de Tancos continuam em primeira página e duas reportagens recentes, "O cartel de fogo" (ontem) e os "Lesados do BES" (há uns três dias), desapareceram.

Não vi a primeira, mas quem viu contou-me coisas intrigantes que vão dos tais "helicópteros Kamov que não voam" - com auditorias externas sem mácula e que até peças enferrujadas e presas por arames eram "invisíveis" - a contratos ruinosos para o Estado. Vi a segunda. Impressionou-me um depositante que ficou a zeros nas poupanças de uma vida. Sublinhou que, ""no dia anterior à queda do BES", o PR da altura recomendou o banco e uma auditoria externa atribuiu a pontuação máxima nos tais testes de stress".

Estamos, paulatinamente, a criar um caldo propício à demagogia. A credibilidade da justiça é o pilar fundamental da democracia, embora não se deva confundir auditores externos com MP e PGR. Como já se observou recentemente, quando há meios as investigações são conclusivas e espera-se que o caso dos incêncios tenha desenvolvimentos semelhantes ao do BES e da PT.



publicado por paulo prudêncio às 15:41 | link do post | comentar | partilhar

Sexta-feira, 06.09.13

 

 

 

No rescaldo de mais uma das cíclicas catástrofes, lá aparecem os repetidos discursos de que nada foi feito após a anterior e que nos leva a concluir: será assim depois da próxima.

 

 



publicado por paulo prudêncio às 23:03 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Segunda-feira, 26.11.12

 

 

 

 

Sempre que há uma catástrofe natural, mesmo que não seja de interesse mediático planetário, há dois argumentos muito usuais e que se contradizem: é a maior desde que há registos (e parece que cada vez é mais assim) e à escala do planeta são abalos insignificantes.

 

A escalada produtiva que temos vivido tem contradições insanáveis e basta pensarmos na industria de armamento. O seu desmantelamento criaria desemprego em massa e a sua manutenção provoca o flagelo que se conhece.

 

Quando lemos periodicamente notícias do tipo, "Clima: "O tempo está a esgotar-se", alerta responsável das Nações Unidas", concluimos que esta instituição está com o poder muito reduzido e que as "bolhas" vieram para ficar.

 

 

 

 

 

 

 

Steiner, G. e Spire, A. (2000:100).

Barbárie da Ignorância.

Lisboa.

Fim de Século.



publicado por paulo prudêncio às 19:42 | link do post | comentar | ver comentários (4) | partilhar

Terça-feira, 23.02.10

 

 

 

Foi daqui

 

"A água escolhe sempre o menor caminho entre dois pontos."



publicado por paulo prudêncio às 22:54 | link do post | comentar | ver comentários (4) | partilhar

 

 

 

Foi daqui

 

 

 

 

Dizem os estudiosos da história económica que o FMI nunca acertou uma previsão. Não sei se também dizem, mas outra característica do FMI é manter a mesma receita: corte nos salários da classe média, subida de impostos para o mesmo alvo, silêncio absoluto em relação aos produtos tipo subprime e ignorância (a face oculta do aplauso?) em relação aos off shores.

 

Valha-nos isso, porque, e a confiar no Sr. Blanchard, qualquer dia os nossos netos começam a pagar-lhes PPR´s na bolsa do pré-escolar para que os seus prémios de gestão e as suas cláusulas de rescisão mantenham um nível NBA.

 

Aperto orçamental na Europa poderá levar 20 anos a passar, diz Blanchard

 

"(...)Numa entrevista hoje divulgada pelo jornal italiano La Repubblica, Blanchard declarou que “a adaptação é mais fácil para os países que podem desvalorizar a sua moeda”, o que não acontecerá “nos países que não têm essa opção”, onde “o aperto será extremamente doloroso”.(...)"

 

 



publicado por paulo prudêncio às 16:00 | link do post | comentar | ver comentários (2) | partilhar

Quarta-feira, 13.01.10

 

 

Foi daqui


 

 

Nem consigo imaginar o horror. Em sociedades tão desiguais os pobres engrossam o número de vítimas das catástrofes naturais.

 

 

Haiti: primeiro-ministro fala em "bem mais de cem mil mortos"

 

 

"Poderão ter morrido "bem mais de cem mil pessoas" no terramoto no Haiti, afirmou à estação de televisão norte-americana CNN o primeiro-ministro do país, Jean-Max Bellerive. A afirmação segue-se às declarações do Presidente, René Préval, que falou da possibilidade de terem morrido milhares de pessoas no sismo, que causou ainda danos "inimagináveis".(...)"

 

 

 



publicado por paulo prudêncio às 18:56 | link do post | comentar | ver comentários (1) | partilhar


Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
a secretária de estado da administração pública nu...
confesso que, egocentricamente, esperava não ser a...
Tudo o que envolva valorização financeira dos prof...
Muitos bom este comentário, se me permite. Obrigad...
E parece uma queda a um ritmo mais acelerado do qu...
Percebo. É matéria complexa. Esse nivelamento podi...
subscrever feeds
mais sobre mim
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
ligações
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

luís afonso

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

posts mais comentados
4 comentários
4 comentários
2 comentários
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676