Em busca do pensamento livre.
Quarta-feira, 14 de Fevereiro de 2018

 

 

 

Estamos no 4.0: da indústria à política e passando pela Europa, com o sublinhado nas pessoas e "no que significa ser humano" ("A Quarta Revolução Industrial" de Klaus Schwab). Apesar da escala global e da complexidade inédita, há um conjunto controlável de mudanças.

E o que é preciso mudar, por cá, na educação 4.0? Encontrar questões chave. A OCDE "agendou" a queda do modelo de acesso ao ensino superior. Entre outras conclusões, os nossos jovens são os campeões da ansiedade: "sempre acima da média. Quando começam a estudar, ou vão fazer um teste, ou em muitas outras situações.Há uma legião de medicados para a concentração (um eufemismo), outra de viciados em jogos de computador (são horas a esquecer o mundo) e ainda outra com dificuldades relacionais (os desportos de grupo, por exemplo, "desapareceram" na idade 14-18; sobrevive o ubíquo futebol). Se todas as idades são belas e inesquecíveis, a dos 14-18 ficará marcada pela substituição de amigos por rivais e pela falta de tempo para ter tempo. É uma tristeza, um imperativo de saúde pública e um processo que se arrasta às idades inferiores. É por causa destas consequências, e de um rol de injustiças comprovadas, que defendo há muito alterações no sacrossanto acesso ao superior, como defendi o fim de provas nacionais anuais (finais ou intermédias) nos mais pequenos, a par de toda a parafernália de procedimentos que publicitam e hierarquizam as classificações das crianças e sobrecarregam a competição. E nada disto se relaciona com rigor na avaliação ou exigência. Talvez, e aí confesso algum arcaísmo, coloque em lugar cimeiro a confiança nos professores.

 

Nota: o esgotamento, e a desorientação, do modelo de acesso fica patente na argumentação (prós e contras) à volta da nota de Educação Física.

Industrie4.0

 



publicado por paulo prudêncio às 16:59 | link do post | comentar | partilhar

2 comentários:
De anónimo a 14 de Fevereiro de 2018 às 22:42
De acordo.

Tive uma aluna no secundário. Era sobre dotada. Empenhava-se muito. Mas, mais do que isto, rebelava-se contra tanto trabalho, testes e exames e mais isto e mais aquilo e mais os fins de semana a estudar.
Disse-me uma vez: " Sou adolescente. Adoro os meus amigos, adoro conhecer pessoas, tenho hobbies e muitas coisas mais que gosto de fazer, uma delas é o voluntariado. Deixem-me viver!"

E começou a viver mais esta ideia. Creio que as notas baixaram bastante- dos 19 e 20s cá para baixo. Creio que ingressou em Psicologia. Podia ter escolhido dezenas de outros cursos mais sonantes, incluindo Medicina.

Creio que dará uma óptima psicóloga.


De paulo prudêncio a 15 de Fevereiro de 2018 às 18:15
Enfim. Às tantas, emigrou. Pelo que percebo, os serviços de saúde necessitam do reforço de psicólogos. A sério.


comentar post

Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
Ora nem mais.
Muito bem, Paulo. Há muito quem fale, quando lhe c...
Há vários anos que são publicados estudos de crono...
Nem mais. Neste caso, deve ser informação de um do...
"Para Rio, o Governo reverteu quase tudo de Crato....
Nem mais. Passei os olhos pelo histórico do blogue...
subscrever feeds
mais sobre mim
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
ligações
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

luís afonso

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

posts mais comentados
88 comentários
78 comentários
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676