Em busca do pensamento livre.
Quinta-feira, 31 de Março de 2016

 

 

1ª edição em 15 de Novembro de 2010

 

Há aspectos na vida em que já não mudo. Vem isto a propósito do fim do prazo para a entrega dos objectivos individuais e para a candidatura a muito bom ou excelente.

 

Estive no décimo escalão e deixei de ser titular (uma vergonha a menos). Depois passei para o terceiro, de repente para o nono e de seguida retiraram-me do topo da carreira: a legislação, que tal como os direitos adquiridos é uma coisa pouco fiável, inscreveu mais um patamar: o décimo, que na antiguidade seria o décimo-primeiro. Uma espécie de reino comandado por tresloucados. E escrevo isto para afirmar que fiquei em igualdade de circunstâncias com uma boa parte dos meus colegas: tenho para onde progredir, salvo seja. Quando é que ninguém sabe.

 

Não entreguei os objectivos individuais e não me candidatei ao muito bom nem ao excelente, apesar das minhas aulas, e o modo como as concebo e realizo, estarem desde sempre à disposição dos meus colegas. Sou franco: não valorizo muito a não entrega nem sou capaz de fazer um qualquer juízo menos favorável a um comportamento diferente, nomeadamente com os professores contratados que têm sido muito mal tratados nos assuntos da avaliação por governos e sindicatos. Na recta final de 2011, entre Outubro e Dezembro, voltaremos a conversar, veremos quem é que se pôs a jeito e quem são os que conseguem pontuar de forma diferente os seus colegas num modelo comprovadamente inaplicável e injusto.

 

Houve umas coisas que me irritaram e que deveriam ser inadmissíveis entre professores: as cópias e a proliferação de modelos de minutas ou de requerimentos. Também aí já não chego lá.

 

 



publicado por paulo prudêncio às 09:16 | link do post | comentar | partilhar

52 comentários:
De Susana Queiroz a 2 de Novembro de 2010 às 22:04
Bonito.


De Ana Mendes da Silva a 2 de Novembro de 2010 às 22:09
Acabava hoje o prazo, não era? Eu ando lá pelo 5º escalão, acho eu. A minha sala está quase sempre de porta aberta, mas não gosto de entrar em palhaçadas. E também já não não mudo, sou mesmo assim:-)


De mariazeca a 2 de Novembro de 2010 às 23:56
Idem, idem. :)


De Resistente a 2 de Novembro de 2010 às 22:14
Só tu. És dos poucos que escrevem frases assim e nós acreditamos.


De Donatien a 2 de Novembro de 2010 às 22:45
Companheiro de infortúnio...Tal qual.


De Fausto Viegas (Norte) a 2 de Novembro de 2010 às 22:50
Tiro-vos o chapéu, carago.


De reb a 2 de Novembro de 2010 às 23:04
Tal como tu e a Ana, também já não mudo.


Beijos
reb


De anónimo a 2 de Novembro de 2010 às 23:10
"...apesar das minhas aulas, e o modo como as concebo e realizo, estarem desde sempre à disposição dos meus colegas" e até aí és a excelência e a generosidade.




De Valdemar Brito a 2 de Novembro de 2010 às 23:26
Texto VERTICAL!!!


De Joana Ribeiro, Encarregada de Educação a 3 de Novembro de 2010 às 15:23
E tem o nosso reconhecimento.


De Maria Lisboa a 2 de Novembro de 2010 às 23:32
Eu também não mudo e como não mudava, tive que me mudar.

Não tinha (tenho) idade nem estatuto para ser maltratada por ministras e directores incompetentes com medo que lhes façam sombra. Por isso, com muita pena minha que gosto de dar aulas, que fui para professora porque era o que gostava de fazer, vim-me embora, consciente do muito que ainda tinha para dar aos putos... não a políticos incompetentes.

Tal como tu, andei nesse sobe e desce. Desde 1999 que estava no 10ª escalão. Passei ao 9º para o qual são precisos apenas 6 anos. No entanto, só lá para 2013, porque não tinha nem iria ter MB , é que poderia ascender novamente ao 10º. E se agora já fui bem roubada quanto ao que deveria receber porque sou muito "novinha", nessa altura viria de bolsos vazios (mas nem foi por isto... foi mesmo porque não gosto de ser maltratada). E como não mudava... mudei-me! :)


De anónimo a 3 de Novembro de 2010 às 00:28
Também me revejo em tudo o que diz! Ou quase tudo: A titular não cheguei , graças a um período de doença em que estive ao serviço dos alunos e para os alunos numa biblioteca escolar (e que não contou para nada). Fiquei de fora da titularidade. Não me importei muito! Importa-me, isso sim, este congelamento até à medula ( desde 2004 no 9º escalão)! Perdão, agora 8º escalão! E sem fim à vista .... !!!! 6 anos já passaram, como houve congelamento progrediria lá para 2013! E agora? 2000 e ???????
Objectivos individuais? SIM muitos : continuar a gostar de ensinar os meus alunos e de cada vez que entro numa aula esquecer o congelamento, principalmente porque eles conseguem fazer com que me esqueça de tanto frio, tanto gelo....
Aulas assistidas ? Claro! Sempre a porta aberta para quem vier por bem, com espírito construtivo e de boa fé que é coisa que vai faltando no "salve-se quem puder " do nosso quotidiano.

TSantos


De "Olhando do Oriente" a 3 de Novembro de 2010 às 02:16
Pois é Paulo... que sorte tive eu em "mudar-me"!
Todos os dias de manhã, ao levantar-me, das primeiras que faço é vir aqui ao teu blog... um tempo houve em que deixei de o fazer.. confesso... angustiava-me constatar todas essas "canalhices" que por aí quotidianamente se praticam... e imagine-se... desavergonhadamente... vilmente... propaladas em nome da "defesa da escola pública"... da "defesa do estado social"... da "defesa dos Portugueses"... HIPÓCRITAS!!!
Depois... aos poucos... voltei a fazê-lo... faz-me falta ver que ainda há pessoas com coluna vertebral... que ainda há "ilhas" nesse oceano de viscosidade e de lama.
O "correntes" é um oásis... felizmente há outros... nesse deserto onde já só existem "répteis"... a inveja... a ganância... o lambebotismo "... o compadrio... a arrogância... "o chico espertismo "... resumindo... "a idiotice"...
Ver ou ouvir os órgãos de comunicação social é um exercício de masoquismo... de autoflagelação ... não há uma notícia sequer onde se vislumbre uma réstiazinha " de optimismo... bem pelo contrário... é sempre a preparar os Portugueses para o pior que há-de vir, não lhes basta ainda...
Nesta negociação para a viabilização do OE ... ficou bem visível que os "abutres" ainda não estão "saciados"... continuarão a disputar até aos últimos "despojos".

Por tudo isto... eu "venho" ao "correntes" todos os dias de manhã... para "encontrar" pessoas que não "mudaram"... e que ainda por cima tenho o privilégio de algumas delas fazerem parte do meu círculo de amigos. Bem hajam.

Repito... que sorte eu tive em "mudar-me"...
Parafraseando Joaquim Pessoa... "agradeço à corja"... o terem feito com que a minha mudança se tenha efectuado com menos dor... que o estar tão longe... apesar das saudades da família... dos amigos... dos locais... seja minimizado ... em função de todas as "indignidades" que por aí se tornaram prática comum.
Fico na esperança que os que não "mudarem"...possam, como está a acontecer na Islândia, um dia pedir contas... a esses camaleões... vampiros... abutres... répteis... pelo que estão a fazer a esse Povo e a esse País...
Eu acredito que... "cá se fazem... cá se pagam".

Um abração para todos vós... os que "não mudaram"... e sei que "nunca mudarão".

Agostinho


De carlos hermínio a 10 de Março de 2011 às 23:38
Há uns dias que não lia os posts e os comentários do blog do Paulo e há muito que estou para me atrever a dizer-te Agostinho o quanto te admiro pelo facto de tão longe nunca nos teres esquecido quando temos tantos por perto que parecem sofrerem de amnésia.
Um grande abraço de amizade.


De paulo prudêncio a 3 de Novembro de 2010 às 10:29
Viva.

Obrigado por todos os comentários; obrigado mesmo.

Tb, e "olhando para o oriente", é bom chegar aqui de manhã e ler coisas assim.

Bem hajam.

Hoje está







De Rodrigo Robustinho a 3 de Novembro de 2010 às 12:33
Quem agradece somos nós!!!


De paulo prudêncio a 3 de Novembro de 2010 às 13:07
Francamente mesmo Rodrigo. Obrigado


comentar post

Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
Nada a agradecer.
O concurso permitirá, ao QE concorrer de novo?Sim,...
Mas não se aprende nada? Já no concurso de profess...
Muito Kafkiano, mesmo.
Teoria conspirativa: futuramente, os docentes serã...
subscrever feeds
mais sobre mim
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
ligações
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

efemérides

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

posts mais comentados
88 comentários
75 comentários
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676