Em busca do pensamento livre.
Quarta-feira, 5 de Julho de 2017

 

 

 

"Os professores são os outros heróis que estão a mudar Portugal", disse recentemente o PR para surpresa generalizada e após uma greve (mal planeada). No mínimo, percebeu a solidão dos professores. Marcelo R. de Sousa, que foi professor, deu uma lição à oposição (que "até férias do PM usa", mas que tem alergia - para ser brando - à escola pública e aos seus professores) e às silenciadas forças da geringonça. Mas porquê os professores? O PR sabe que os professores foram, de longe, os mais sacrificados da administração central e que algo tem que ser feito (chega de indecência nas reformas, nos congelamentos, nas precarizações e, de resto, no estatuto da carreira). É que liderar "30 alunos" de menos de 10 anos várias horas por dia ou 30x3, x4, x5, x6, x7 (e por aí fora) adolescentes várias vezes por dia, exige energia, motivação e tempo de reflexão e dispensa hiperburocracia, climas de desconfiança profissional e organizacional - também para ser brando - e desrespeito institucional. 

 

Nota: o PR esforça-se por cumprir o seu papel e os professores esperam resultados. 

Captura de Tela 2017-07-05 às 13.34.39

 



publicado por paulo prudêncio às 13:42 | link do post | comentar | partilhar

5 comentários:
De Lúcio a 5 de Julho de 2017 às 16:13
A sério?... Amanhã vai dizer isso dos enfermeiros. Depois de amanhã, dos cozinheiros "gourmet". No dia a seguir, dos agentes de seguros e dos médicos. Virão, entretanto, os hospedeiros, perdão, comissários de bordo, os controladores aéreos, os homens da recolha do lixo e os 27 (?) faroleiros. E vivó presidente desta coisa pública!


De paulo prudêncio a 5 de Julho de 2017 às 17:16
:) o PR esforça-se por cumprir o sue papel e sabe que os professores estão argentos.


De paulo prudêncio a 5 de Julho de 2017 às 19:24
Corrigindo (estava no telefone e sem óculos :)):

O PR esforça-se por cumprir o seu papel e os professores esperam resultados.


De João Fialho a 5 de Julho de 2017 às 19:00
E a heroicidade de concordar, quase plenamente, com o actual estado de coisas e ir dando uma no cravo outra na ferradura para não provocar mais traumas nos que não usam argumentos dúbios?


De paulo prudêncio a 5 de Julho de 2017 às 19:25
:)

É um ponto de vista, mesmo que na interrogativa, que me parece válido.


comentar post

Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
acho que que ocorreu a via de Pirro...e se envered...
O medo também se gera da falta de corporativismo, ...
E já conhecida há décadas, embora sem "reconhecime...
tão verdade.
"On bullshit" e ponto final.
E está difícil sair daí.
ligações
posts mais comentados
88 comentários
75 comentários
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

efemérides

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

subscrever feeds
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
mais sobre mim
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676