Em busca do pensamento livre.
Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2012

 

 

A avaliação de desempenho de professores é a farsa que se sabe. É positivo o facto do novo decreto-lei determinar que as menções de excelente e de muito bom não têm efeitos nos concursos dos professores do quadro, mas a descriminação em relação aos professores contratados é que já cansa. E depois diz-se uma série de coisas em relação aos jovens adultos e por aí fora. Esta sociedade está doente, não protege há muito os mecanismos intergeracionais e só podia caminhar para a falência.

  

Encontrei a imagem aqui



publicado por paulo prudêncio às 10:05 | link do post | comentar | partilhar

6 comentários:
De Elsie a 22 de Fevereiro de 2012 às 12:28
Depois de ter assistido ao lastimável espetáculo de ver alguns trepar, saltar, pisar e rasteirar os colegas para a conseguir chegar ao Muito Bom, consola-me ver que, para efeitos de concurso, não ganharam NADA. Embora não concorde com esta avaliação para efeitos de concurso, delicia-me o facto de não terem sido beneficiados em relação aos colegas que receberam Bom. Não vou deixar de comentar este facto, "en passant", mas a alto e bom som, quando algumas personalidades estiverem agregadas na sala dos profs.


De paulo prudêncio a 22 de Fevereiro de 2012 às 21:05
É. É pena o sacrifício dos contratados.


De Elsie a 23 de Fevereiro de 2012 às 22:05
Pois é Paulo, neste campo não estamos de acordo. Vi demasiadas pessoas, muitos delas contratadas, a ter atitudes deploráveis. Não falo só do meu agrupamento. Há muitos Bons que não foram Muito Bons por 1 azar ou por uma variedade de azares (incluindo rasteirismos , oportunismos, despotismos e outros ismos). De agrupamento para agrupamento a disparidade é injustificável. Agrada-me imenso que não venham a ser ratificados por concurso. Demasiada gente se pôs a jeito para tornar a avaliação numa selvajaria. Que esta fantochada não conte para concurso é a única dignidade que até agora vi nestas alterações carnavalescas. A estocada final que sonhei para esta ADD iníqua.


De paulo prudêncio a 23 de Fevereiro de 2012 às 22:24
Também vi muitas coisas assim e talvez piores. Contudo, tento escrever sobre o que me parece justo e considero injusto este tratamento dado aos professores contratados pelos motivos que tenho referido.

Concordo com "Agrada-me imenso que não venham a ser ratificados por concurso. Demasiada gente se pôs a jeito para tornar a avaliação numa selvajaria. Que esta fantochada não conte para concurso é a única dignidade que até agora vi nestas alterações carnavalescas. A estocada final que sonhei para esta ADD iníqua." Isso.

Falta o resto e cá continuaremos.


De Elsie a 23 de Fevereiro de 2012 às 22:30
ALLOOOO! Estou mesmo dahhhahhh!
Já percebi que estamos de acordo. O polegar para baixo não era ao meu comentário. Intermitências digitais, domésticas e escolares, toldaram-me o espírito. Esquece o aquecimento no último comentário.


De paulo prudêncio a 23 de Fevereiro de 2012 às 22:37
Bem me parecia


comentar post

Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
Veremos se será apenas um intervalo doloroso. A co...
Após 2 mandatos de um presidente negro simpático,...
Ah, sim. Concordo.
Não tem essa noção. Não vai remediar nada e não se...
Um filme belíssimo. Não será tanto assim. Gosto de...
subscrever feeds
mais sobre mim
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
ligações
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

efemérides

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

posts mais comentados
88 comentários
75 comentários
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676