Em busca do pensamento livre.
Sexta-feira, 18 de Novembro de 2011

 

 

A construção de sociedades meritocráticas criam o vício da exclusão e nunca li ou ouvi: temos de encontrar os incompetentes a começar por mim. Os universos organizativos são pluridimensionais e apenas nos mais restritos ou competitivos se pode aplicar a máxima da substituição imediata dos insuficientes. Os outros, não esqueçamos. E o mais humano, e triste, é classificar-se a insuficiência como voluntária.

 

O difícil é pegar numa organização e fazê-la crescer com os que existem e criar modelos organizacionais que permitam que cada um dê o melhor de si. É como com os países: de nada vale subsitiuir os portugueses pelos filandeses se os mecanismos que nos empurraram para onde estamos não se alterarem.

 

Andamos há anos com o discurso da exclusão como sentido único. A fasquia da mobilização nunca terá estado tão baixa e só tem paralelo na ideia de cooperação. Instituímos o medo de existir e o temor-do-dia-seguinte. Fizémos o fácil. Agora que o aperto entrou em escalada, nem será preciso o passo em frente: basta ficar no mesmo sítio que o redor indicará o vazio.



publicado por paulo prudêncio às 20:13 | link do post | comentar | partilhar

7 comentários:
De ana a 18 de Novembro de 2011 às 20:49
Este post deixa-me com os miolos a arder, de tão hermético que me parece!
Onde pretende chegar?
À organização na escola?
À organização na política?
À organização na Europa?
À adesão/não adesão à greve geral que se avizinha?
À...............?
Será que já tenho o cérebro em modo "fim de semana" para o post me suscitar tantas dúvidas?
Ou será que suscitar muitas dúvidas é o objectivo do post?!


De paulo prudêncio a 18 de Novembro de 2011 às 21:29
Fez-me rir Ana.

Nem seque pensei na greve geral. Tinha o post no cérebro há dias quando ouvi um governante dizer que temos de mobilizar os professores. Pensei tb no país. O discurso, desde há nos, tem sido o de "apanhar" e excluir os piores. Foi de tal modo que os níveis de mobilização se nivelaram por baixo. E isso aplica-se às diversas organizações e nos mais diversos níveis.

Tenho ideia que cada vez mais se afirmará a ideia do salve-se quem puder, que é o contrário de qualquer desejo de mobilização e cooperação. Certo agora?


De donatien a 18 de Novembro de 2011 às 21:42
Mobilizar? Só se for para os por no olho da rua...


De paulo prudêncio a 18 de Novembro de 2011 às 21:57
Exacto.


De ana a 18 de Novembro de 2011 às 21:44
Ah pronto!
Andei perto de algumas dessas ideias (isto é para não me sentir tão... tão... tão... claro!).

O que é espantoso é que esse empenho em apanhar e excluir os piores, como diz (e bem!), preconizado de há anos a esta parte, anda a par com o esforço por nivelar por baixo.


De paulo prudêncio a 18 de Novembro de 2011 às 21:58
Mais uns sorrisos, Ana. Isso: se tanto nivelámos por baixo, estamos à espera do contrário?


De Susana Queiroz a 18 de Novembro de 2011 às 23:06


comentar post

Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
Os professores sabem bem disso. - "Alguém question...
Boa noite.Não se vai importar, mas vou copiar e co...
Compreendo o seu ponto de vista e parece-me import...
Obrigado pelo comentário.As suas opiniões têm dado...
Para aqueles que se preocupam com o cumprimento da...
Obrigado. :) Valeu a pena, realmente.
Boa, Paulo Prudêncio! Ainda me lembro da corrida, ...
subscrever feeds
mais sobre mim
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
ligações
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

efemérides

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

posts mais comentados
88 comentários
75 comentários
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676