Em busca do pensamento livre.
Terça-feira, 1 de Novembro de 2011

 

 

 

O governo grego decidiu dar voz institucional ao povo. Atitude corajosa ou de quem já não sabe o que fazer? De um modo ou de outro, ou até por outra razão, o que é certo é que os gregos fizeram estalar os consensos nos bastidores do euroviete supremo e nos seus satélites. A categoria satélite pode, neste caso, ter uma influência determinante e ditar as regras do jogo.

Repare-se nas reacções.

Papandreou põe o povo a decidir sobre novo pacote e mais austeridade

Sarkozy e Merkel “determinados” a aplicar plano de resgate à Grécia 

Bolsas europeias afundam-se após anúncio de referendo da Grécia 

Barroso diz estar confiante no cumprimento da Grécia 

 

Entretanto, os citados satélites movimentam-se.

SuíçaLuxemburgo e Áustria discutem paraísos fiscais 

Suíça, Caimão e Luxemburgo são os paraísos fiscais mais activos ...

Guerra aberta a quem transferir dinheiro para paraísos fiscais ... 

Por cá, é mais no registo comediante e de avanços e recuos.

Offshore da Madeira. Governo volta atrás e mantém isenções fiscais

E os outrora eurocépticos e acérrimos defensores de referendos baralham-se e...

Paulo Portas apreensivo com a Grécia.



publicado por paulo prudêncio às 19:00 | link do post | comentar | partilhar

5 comentários:
De donatienc a 1 de Novembro de 2011 às 19:46
Deviam era ter feito antes.
Cá também o deviam ter referendado.Não fizeram um referendo para o aborto? Para este aborto não fazem?


De Europa a Arder a 1 de Novembro de 2011 às 21:39
A Grécia anunciou nesta terça-feira uma mudança de todas as chefias militares do Estado-maior, um dia depois do Governo grego ter anunciado um referendo sobre as medidas da UE para o país.


De ramos silva pereira a 1 de Novembro de 2011 às 21:47
lucidez


De Rui a 2 de Novembro de 2011 às 09:43
Coragem seria convocar eleições antecipadas. O referendo é uma patética forma de evitar que o povo ordene. E irresponsável. Esperemos que não seja perigosa. Um amigo meu ligado à banca repetia assim o que outros disseram sobre a coisa: uns banqueiros estragam, outros banqueiros consertam, vêm os políticos e estragam tudo de novo.


De Paulo G. Trilho Prudencio a 2 de Novembro de 2011 às 13:57
Que tempos. Previsível? Era bom que os banqueiros que dizem que consertam denunciassem os que estragaram e, já agora, que o fizessem tb com os políticos. Há mais de um ano, o pm grego disse no parlamento europeu que a corrupção tomou conta dos políticos e dos juízes do seu país; estranhamente, por cá não se noticiou e pelo resto da europa tb não. Isto está muito mau mesmo. Enfim.


comentar post

Inauguração do blogue
25 de Abril de 2004
Autor:
Paulo Guilherme Trilho Prudêncio
Discordâncias:
Mais até por uma questão estética, este blogue discorda ortograficamente
arquivo
comentários recentes
Muitas vezes; quase sempre.
muitas vezes as análises são feitas, com a cobertu...
Nada a agradecer.
O concurso permitirá, ao QE concorrer de novo?Sim,...
Mas não se aprende nada? Já no concurso de profess...
Muito Kafkiano, mesmo.
subscrever feeds
mais sobre mim
Por precaução
https://www.createspace.com/5386516
ligações
blog participante - Educaá∆o - correntes .jpg
tags

antero

avaliação do desempenho

bancarrota

blogues

campanhas eleitorais

cartoon

circunstâncias pessoais

coisas tontas

concursos de professores

contributos

corrupção

crise da democracia

crise da europa

crise financeira

desenhos

direitos

economia

educação

efemérides

escolas em luta

estatuto da carreira

falta de pachorra

filosofia

fotografia

gestão escolar

história

humor

ideias

literatura

movimentos independentes

música

paulo guinote

política

política educativa

professores contratados

público-privado

queda de crato

rede escolar

ultraliberais

vídeos

todas as tags

favoritos

bloco da precaução

pensar o sistema escolar ...

escolas sem oxigénio

e lembrei-me de kafka

as minhas calças brancas ...

as minhas calças brancas ...

reformas e remédios (1) -...

sua excelência e os númer...

posts mais comentados
88 comentários
75 comentários
Razões de uma candidatura
https://www.createspace.com/5387676